Micale despista sobre faixa de capitão a Neymar, pede auxilio de Tite e elogia seus convocados

Crédito da foto: Reprodução/TV da CBF

O mistério em torno da lista dos 18 convocados de Rogério Micale chegou ao fim nesta quarta-feira (29). Com Neymar, Fernando Prass e Douglas Costa, escolhidos como jogadores acima de 23 anos, o técnico da seleção olímpica destacou que trouxe os atletas que irão suar sangue com a camisa do Brasil. Tranquilo e sereno, o comandante do time olímpico brasileiro fugiu das questões sobre a faixa de capitão ao craque do Barcelona e rasgou elogios a Tite.

Leia mais:
“É UM JOGADOR DE LIDERANÇA E BOM EM PENALIDADES”, DIZ MICALE SOBRE PRASS NA SELEÇÃO OLÍMPICA
ENQUETE: APROVA OU REPROVA OS CONVOCADOS PARA A SELEÇÃO OLÍMPICA? VOTE!
VEJA QUAIS FORAM AS PRINCIPAIS AUSÊNCIAS DA CONVOCAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA OLÍMPICA
CORINTHIANS É ÚNICO DO G5 DO BRASILEIRÃO QUE NÃO TEM CONVOCADOS PARA OLIMPÍADAS

Em entrevista após o anúncio dos convocados, Micale destacou que a escolha dos 18 nomes passou por um longo período de estudo. “É uma lista ótima. Eu acredito muito nesses jogadores. Não posso esconder. Eu estaria mentindo. Tinha uma lista de 35 pré-selecionados. Consegui extrair desses os melhores. Não tenho muito o que falar sobre isso. Escolhi 18 da minha confiança, que são o que temos de melhor”.

Crédito da foto: Rafael Ribeiro / CBF
Crédito da foto: Rafael Ribeiro / CBF

“Vou conhecer o Neymar, olhar no olho dele, conversar com ele, como homem que nós somos. Seria muito leviano falar sobre uma pessoa que não tenho um mínimo de convivência. Não estivemos juntos. Vamos esperar, conviver, e imagino que o Neymar possa exercer esse papel, como qualquer outro. Não posso me deixar levar por qualquer comentário externo sem ter uma conversa com a pessoa”, comentou o técnico da seleção olímpica ao ser questionado sobre a possibilidade do craque do Barcelona carregar a faixa de capitão na competição.

Em relação as críticas que a seleção vem recebendo devido aos péssimos resultados nas últimas competição, Micale avisa que é preciso olhar para frente, já que os erros aconteceram e algo precisa ser feito para melhorar. “Acredito que hoje o futebol brasileiro é muito criticado. Acho que precisamos superar essa depressão e olhar para frente. A motivação é intrínseca. Não pode vir de fora para dentro. Acredito que precisamos olhar para frente e corrigir nossos erros, estamos trabalhando para isso. Não temos como mudar o passado, então temos que deixá-lo para trás. Temos que trabalhar para que os resultados voltem a aparecer”.

Tranquilo e sereno, o técnico pediu a Tite acompanha-lo nas Olimpíadas e passar seus conceitos. “Em relação ao legado do Dunga, existia um trabalho conjunto. Nós conversamos. Mas, a partir do momento, que assumi a seleção olímpica a autonomia para convocar passou a ser minha. Conversei com o Tite. Dei as boas vindas e falamos daquilo que podemos realizar juntos na seleção. Agora, gostaria muito de dizer que quero contar muito com o Tite junto ao meu trabalho. Tem muito a agregar. É o atual campeão brasileiro e tem toda a liberdade”, declarou.

A Seleção Olímpica se apresenta no dia 17 de julho, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, para iniciar a preparação. Vai para Goiânia no dia 27 para o amistoso contra o Japão no dia 30. Dia 31 vai para Brasília.

CONFIRA ABAIXO A LISTA DOS 18 JOGADORES CONVOCADOS PARA A SELEÇÃO OLÍMPICA:

Goleiros: Prass (Palmeiras) e Uilson (Atlético-MG)
Defensores: Luan (Vasco), Rodrigo Caio (São Paulo), Marquinhos (PSG), Douglas Santos (Atlético-MG), Zeca (Santos) e Willian (Internacional).
Meias: Rafinha (Barcelona), Rodrigo Dourado (Internacional), Fred (Shakhtar Donetsk), Thiago Maia (Santos), Felipe Anderson (Lazio)
Atacantes: Neymar (Barcelona), Douglas Costa (Bayern de Munique), Gabriel (Santos), Gabriel Jesus (Palmeiras), Luan (Grêmio)



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.