São Paulo gasta dinheiro superior a compra de Ganso para manter Maicon

Crédito da foto: Reprodução/Facebook do São Paulo

O sonho da diretoria do São Paulo em manter Maicon para a disputa das semifinais da Libertadores e o restante da temporada foi concretizada. Após longa negociação com o Porto, de Portugal, e algumas investidas negadas, o Tricolor chegou ao valor desejado pelo clube português — e de quebra cedeu porcentagem de joias de sua base como forma de pagamento a longo prazo. Colocando os valores de Maicon e metade das multas de Lucão e Inácio no papel, o Tricolor está pagando um valor superior ao investido em Ganso, em 2012. Dúvida? O Torcedores.com te prova! 

Leia mais:
PARA MATAR AS SAUDADES! VEJA 20 GOLS INCRÍVEIS DE IBRAHIMOVIC NO PARIS SAINT-GERMAIN
SAN SIRO OU GIUSEPPE MEAZZA? DESCUBRA POR QUE MILAN E INTER UTILIZAM O MESMO ESTÁDIO

Segundo informa o site Globoesporte.com, o São Paulo pagará ao Porto cerca de seis milhões de euros (o equivalente a R$ 21.934.106,20 milhões) e cederá mais 50% dos direitos de Lucão e 50% de Inácio. Contratado em setembro de 2012, Paulo Henrique Ganso custou aos cofres do Tricolor cerca de R$ 23,9 milhões no negócio com o Santos. Era a chegada do meio-campista rotulado como o novo camisa 10 da Seleção Brasileira.

Comparando o dinheiro investido na compra de Ganso a Maicon, existe uma diferença de R$ 1,9 milhões. No entanto, a inclusão de 50% dos diretos de Lucão, que segundoTransfermarkt.com, está avaliado na casa dos dois milhões de euros (o equivalente a R$ 7.311.368,74 milhões), garante ao time português R$ 3.655.684,37 milhões. Caso o jogador tenha um rendimento positivo entre os titulares, pode sair até por valor superior. Logo, somando os R$ 21.934.106,20 + os R$ 3.655.684,37 = o Porto tem a receber R$25.589.790,57. Valor acima de Ganso. 

O jovem lateral-esquerdo Inácio não tem valor definido pelo site, já que é ainda integra o time sub-20 do Tricolor, mas já tem contrato e, provavelmente, com multa. Baseado no histórico do jogador, em que já despertou o interesse do próprio Porto no início do ano, estima-se que seu valor de contrato não deve ser abaixo dos 500 mil euros (cerca R$ 1.827.842,19 milhão). O que garante ao clube português cerca de R$ 913.921,095 mil.

Somando todos os valores, o São Paulo está desembolsando R$ 21.934.106,20 milhões à vista e está cedendo R$ 3.655.684,37 milhões de Lucão e R$ 913.921,095 mil de Inácio. O saldo final a ser pago pelo Tricolor ao Porto é de R$ 26.503.711,66. Ou seja, é R$ 2.563.711.66 milhões a mais do dinheiro investido em Ganso.

Será que o São Paulo fez certo em investir cerca de R$ 26 milhões para ter o zagueiro Maicon? Ou será que pela falta de ídolos no clube após a saída de Rogério Ceni fez a diretoria do Tricolor manter o único identificado com a torcida? Deixei seu comentário nos campos abaixo.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.