Análise: Entenda porque o Santos não queria, mas acabou renovando com Valencia

Santos não queria, mas acabou renovando com o volante equatoriano Valencia
Foto: Ivan Storti/ Flickr oficial do Santos FC

O Santos renovou com o colombiano Edwin Valencia até o final do ano. O volante, cujo vínculo com o Peixe se expiraria na próxima segunda-feira (18), tinha uma cláusula de renovação automática para o restante da temporada no contrato. O jogador estava para ser dispensado, mas, segundo o UOL Esporte, o fato não ocorreu por algumas razões.

LEIA MAIS:
VISANDO SEQUÊNCIA SEM TRIO OLÍMPICO, VICTOR FERRAZ INDICA SUBSTITUTOS NO SANTOS
RECUPERADO, RICARDO OLIVEIRA PODE DAR GÁS AO APROVEITAMENTO DO SANTOS
EM REDE SOCIAL, RONALDO MENDES AGRADECE EM DESPEDIDA DO SANTOS
OPINIÃO: NO SANTOS, THIAGO MAIA CAIU DE RENDIMENTO DESDE QUE FOI CONVOCADO

Em um curto intervalo de tempo, o elenco de Dorival Júnior sofreu baixas na posição de Valencia. Alison precisará passar por cirurgia no joelho e volta somente em 2017, enquanto Leandrinho foi negociado em definitivo com o Rio Ave, de Portugal, e o titular Thiago Maia servirá a seleção olímpica e pode ser desfalque em até oito jogos.

Com isso, o Santos passaria a ter apenas três volantes de ofício no plantel: o titular Renato, o recém-contratado Yuri e Fernando Medeiros, Menino da Vila que possui características de segundo volante. Dessa forma, a comissão técnica parece ter julgado melhor manter uma peça com o estilo de Valencia no grupo.

O visto de trabalho do colombiano para atuar no Brasil também se expiraria na próxima segunda, mas o atleta conseguiu renovação. Há algumas semanas, com esse empecilho e a chegada de estrangeiros como Copete, Vecchio e Noguera, sua saída era dada quase como certa pela diretoria.

Valencia chegou à Baixada Santista no começo do ano passado, justamente no período em que mais atuou pelo Alvinegro Praiano: disputou dez partidas na campanha do título estadual. Na Copa América de 2015, o volante rompeu o ligamento do joelho e ficou um extenso período afastado. Desde sua recuperação, pouco atuou novamente pelo Peixe.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias e pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994.