Com Arrascaeta, Cruzeiro chega a quase um time no departamento médico

Arrascaeta
Foto: Reprodução/ Facebook oficial do Cruzeiro

Arrascaeta já seria um desfalque do Cruzeiro no final de semana. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o meia não poderia enfrentar o Fluminense, no estádio Edson Passos, em Mesquita (RJ), pela 15ª rodada do Brasileirão. Nesta sexta (15), o cenário ficou ainda pior: o uruguaio deixou o treino para fazer tratamento no departamento médico.

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA 2016: APÓS FECHAR COM EZEQUIEL, CRUZEIRO ENCERRA PERÍODO DE CONTRATAÇÕES
LUCAS ROMERO É CONVOCADO PARA OLIMPÍADAS E DESFALCARÁ O CRUZEIRO

Com entorse no tornozelo esquerdo, o camisa 10 da Raposa não participou das atividades desta manhã na Toca da Raposa II. Dessa forma, o clube mineiro passa a ter dez atletas em recuperação no departamento médico: além de Arrascaeta, também estão Alex, Alisson, Élber, Marciel, Bruno Ramires, Dedé, Mayke, Judivan e Robinho.

Quem mais se preocupa com o fato é o treinador Paulo Bento, que lamenta a perda de jogadores com características diferentes para realizar o trabalho, principalmente o uruguaio.

“Todos os jogadores têm características diferentes, mesmo jogando nas mesmas posições. Eu creio que o tempo de trabalho dá a possibilidade de jogar em mais de uma posição. O Arrascaeta tem capacidade para jogar em varias funções, junto a isso uma grande capacidade técnica. Ele não jogar domingo é um prejuízo para equipe”, disse o português.

O goleiro Fábio foi outro a comentar a ausência de tantos atletas no meio do campeonato. “Infelizmente, as lesões atrapalham muito no decorrer da temporada, principalmente nos momentos com grandes sequências de jogos”, aifmrou o capitão.

O Cruzeiro é o 15º colocado no Brasileirão, com 15 pontos, e não vence há três rodadas.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias e pós-graduando em Assessoria de Comunicação e Mídias Sociais pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994.