Opinião: com tantos desfalques, é assim que o São Paulo precisa jogar quarta-feira

Wesley
Foto:Divulgação/ saopaulofc.net

Apenas quatro jogos separam o São Paulo do tão sonhado título da América. Mas, além das partidas, o Tricolor tem um grande obstáculo a superar: os desfalques. Com baixas tão importantes, o técnico Edgardo Bauza vai ter que mostrar que tem mesmo a “receita da Libertadores” e montar a equipe de forma que as ausências não sejam sentidas.

LEIA MAIS: 

BAUZA ESTUDA UTILIZAR THIAGO MENDES NA ARMAÇÃO E DIZ QUE ATÉ GANSO PODE JOGAR

MERCADO DA BOLA: SÃO PAULO QUER EMPRESTAR ZAGUEIRO AO FUTEBOL ALEMÃO

MAICON PREVÊ DIFICULDADES CONTRA O ATLÉTICO NACIONAL, MAS COBRA: “NOSSA OBRIGAÇÃO É CLASSIFICAR”

O próximo desafio do São Paulo é nesta quarta-feira (6), contra o Atlético Nacional. O Tricolor terá a torcida como fator positivo, mas, em contrapartida, não terá o maestro Ganso e nem o habilidoso e velocista Kelvin. O cara que seria o possível substituto do camisa 30 é Centurión, mas o argentino também está fora.

Mas nem tudo é tragédia: Mena, Hudson e Wesley estão recuperados e poderão atuar. O auxiliar técnico Pintado indicou que os dois primeiros provavelmente estarão em campo. Maicon regularizou situação e também será titular.

Com isso, Bauza precisa jogar com Mena. O chileno é de longe mais preparado que Carlinhos e Matheus Reis para uma decisão dessas. No meio, João Schmidt e Thiago Mendes devem formar a dupla de volantes. Mesmo se tiver condições de jogo, Hudson não estaria fisicamente preparado, já que não atua há dois jogos — o volante se recuperou de lesão e voltou no segundo tempo contra o Santos, mas voltou a sentir dores e não atua há dois jogos.

No meio, é Wesley quem precisa ocupar a vaga de Ganso. A outra opção seria Ytalo, mas Wesley tem a virtude de marcar bem e isso será importante para o Tricolor colocar pressão nos colombianos. Além disso, o meia tem experiência na competição e já foi campeão com o Santos.

No ataque talvez esteja o maior problema. São duas baixas de jogadores velocistas, Kelvin e Centurión. O jogo é em casa e o time não pode perder a velocidade, já que precisa encaminhar a classificação aqui no Brasil. Sendo assim, talvez seja um momento para utilizar o garoto Luiz Araújo. O atacante é rápido, canhoto e habilidoso, características semelhantes às de Kelvin. Entretanto, Patón deverá utilizar o meia Carlinhos ou o centroavante Kardec na posição, o que prejudicará o poder de ataque da equipe.

Sendo assim, a escalação ideal do São Paulo para quarta-feira é: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Maicon, Mena; João Schmidt, Thiago Mendes e Wesley; Michel Bastos, Luiz Araújo e Calleri.