Guerrero? Damião? Nos números, Felipe Vizeu impõe respeito a “rivais” no Flamengo

Gilvan de Souza/Flamengo

O Flamengo derrotou o Atlético-MG, neste domingo, pelo placar de 2 a 0 no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e por enquanto vem retornando ao G-4 do Campeonato Brasileiro. Sem Paolo Guerrero, mais uma vez suspenso pelo acúmulo de cartões amarelos, o time rubro-negro teve que se apoiar na juventude de Felipe Vizeu e o garotão não decepcionou, marcando os dois gols num momento crucial de sua trajetória.

LEIA TAMBÉM:
Guerrero vai sair? Presidente do Flamengo fala sobre possível chegada de Leandro Damião

Após se destacar no sub-20 do Flamengo que conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro, Vizeu foi promovido ao time profissional e assumiu a vaga herdada por Kayke, que se transferiu para o futebol japonês. Nos jogos em que Guerrero não poderia defender o Urubu, seja por convocações para a seleção peruana ou suspensões, o jovem atacante seria o encarregado de “quebrar o galho”.

Antes do jogo contra o Galo, Vizeu vivia a sombra de Leandro Damião, que deve acertar com o Flamengo nos próximos dias. Mas será que o camisa 43 deve mesmo sentir medo da concorrência? O jovem de 19 anos é o artilheiro rubro-negro no Brasileirão com quatro gols. Guerrero tem apenas um, enquanto Damião nem estava jogando após pífia passagem pelo Real Bétis.

Na temporada, Vizeu também não fica muito atrás de Guerrero. Em 24 jogos, o peruano marcou 10 gols pelo Mengão. Vizeu disputou 20 partidas e balançou as redes sete vezes. E Damião? Nos seus dois últimos anos de carreira, sua média é de um gol a cada três jogos.

Pelos números, Vizeu não tem motivos para ficar incomodado com a chegada de Damião, tampouco com a concorrência com Guerrero. Ainda assim, o garotão mostrou humildade ao falar da possível chegada de mais um jogador para o setor na Gávea.

JOGADOR JOGOS EM 2016 GOLS 2016 GOLS BRASILEIRÃO
PAOLO GUERRERO 24 10 1
FELIPE VIZEU 20 7 4


Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.