F1: Punido, Rosberg agora só tem um ponto de vantagem para Hamilton

Crédito da foto: Divulgação / Twitter oficial F1

Nico Rosberg foi punido em 10 segundos por ter recebido uma ajuda via rádio durante o GP da Inglaterra de F1. A penalidade foi suficiente para que o piloto caísse para 3º lugar. A liderança do campeonato, no entanto, está mantida, por apenas 1 ponto.

O comunicado da FIA diz que “apesar da equipe ter dado instruções permitidas pelo regulamento, a Mercedes foi além, e também deu instruções fora do permitido pelas regras, que dizem que o piloto deve dirigir seu carro sozinho, sem ajuda”, informa o documento.

Na volta 47, engenheiros da Mercedes pediram que Rosberg “pulasse a 7ª marcha”, que estava com problemas. Momentos antes, o carro havia “engasgado” e perdido potência quando o alemão acelerou. Essa possível ajuda via rádio viola uma das regras dessa temporada.

Após a prova, Rosberg havia declarado a Sky Sports F1 que “não estava preocupado” com uma possível punição, pois a equipe havia estudado “o que estava dentro e fora das regras”.

Rosberg-problemas-cambio

O piloto explicou que, como estava prestes a quebrar, a equipe, em tese, poderia socorrê-lo. “Foi um problema crítico, porque eu fiquei preso na sétima marcha, prestes a quebrar. Nesse caso, o time poderia me dar alguns conselhos. Tentei consertar e funcionou”. Os comissários não entenderam dessa forma.

F1: A RIVALIDADE DE HAMILTON E ROSBERG EM NÚMEROS

Niki Lauda, um dos chefões da Mercedes, também acreditava que a escuderia seguiu as regras. “Foi um problema na caixa de câmbio, mas não sabemos exatamente o que houve. Tivemos um debate sobre isso [dar orientações pelo rádio], mas acho que estava dentro dos limites”.

Para Toto Wolff, diretor-executivo da equipe, defende o regulamento, mas acredita que há exceções.  “Creio que a ideia (…) é não ficar controlando os pilotos pelo rádio, como se fossem guiados por controle remoto. Isso é bom, mas talvez, com todas essas tecnologias e quantidade de partes eletrônicas, nós devemos ter permissão para, ao menos, avisar quando é um problema crítico”.

 HAMILTON COMEMORA SEGUNDO TRIUNFO SEGUIDO

“Essa corrida nunca é fácil. Os altos e baixos fazem do GP da Inglaterra a melhor corrida do mundo”, falou um animado Lewis Hamilton, após a vitória em casa.

O piloto inglês comentou a sensação de vencer novamente em Silverstone. “Na primeira vez que vim aqui, estava meio tímido. Agora tenho uma grande conexão. Poderia tocar em você e te dar um choque. A ‘eletricidade’ é incrível”, vibrou.

HAMILTON SOBRA EM SILVERSTONE E AS REGRAS EXAGERADAS DA F1

O vice-líder do campeonato comentou as condições do traçado no começo da prova. “O bom tempo inglês apareceu. É bem traiçoeiro guiar nessas condições. Mas é justamente isso que amo nessa corrida – alguma coisa sempre acontece”.

LIDERANÇA MANTIDA

Nico Rosberg manteve a liderança do campeonato, mas agora com 168 pontos. Lewis Hamilton está mais perto do que nunca, com 167 pontos. O próximo capítulo dessa acirrada disputa acontece em 24 de julho, no GP da Hungria.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias