Veja o que Falcão falou após a derrota do Internacional

Inter
Crédito da imagem: Ricardo Duarte / Internacional

O Internacional faz a pior campanha da história do clube no Campeonato Brasileiro, mas o técnico Falcão acredita na volta por cima.

LEIA MAIS:
Confusão no Beira-Rio tem bomba, protesto e vidros quebrados
Internacional muda diretoria após derrota para o Corinthians
Cristóvão comemora vitória mas lamenta chances perdidas pelo Corinthians

A derrota por 1 a 0 para o Corinthians neste domingo (31) levou o Internacional a igualar a pior campanha da história: nove jogos seguidos sem vitórias no Campeonato Brasileiro – marca atingida em 1999. Além disso, são quatro derrotas em sequência no Beira-Rio:

Jogo de seis pontos
“Enfrentamos equipes que estão na ponta da tabela: Palmeiras e Corinthians. Eles estão mais preparados do que nós. Futebol hoje não se ganha jogando em casa ou fora, mas sim quando se tem um time”

Substituições
“Perdemos o Anselmo, tivemos que fazer uma troca e colocamos o Jair, que não vinha jogando. A necessidade de fazer alguma coisa diferente com três zagueiros para que o Sasha pudesse chegar na frente. Ariel é jogador de área, ele participou das duas chances que tivemos. Leandro Almeida saiu machucado, Paulão tomou terceiro cartão amarelo e Anselmo passará por exames para saber o que vai acontecer. Nós vamos ter que remontar isso”

Reação dos jogadores
“Precisamos recuperar o emocional dos jogadores. Quando o resultado não vem não tem como jogar com naturalidade. Isso não é surpresa. Continuamos acreditando, sinto no vestiário pela indignação do jogador. Eles sentem o momento e agora precisamos dar apoio. Paulão está fora do jogo mas quer viajar, isso demonstra a força de grupo e sabe que isso pode fazer a diferença”

Protestos no Beira-Rio
“Entendo o torcedor, já estive nesse papel mas não gosto dessa agressividade. É preciso ter as manifestações normais, quebrar carro não é legal.

Má fase
“É um momento difícil, mas tenho a convicção de que vamos ter uma subida e fazer um bom campeonato. Temos uma situação de recomeço para buscar uma vitória urgente. O jogo de quinta-feira nos dá a possibilidade de uma recuperação. Preciso passar um pouco de calma, porque em um momento como este há dificuldade no momento do passe, a bola queima, e precisamos administrar isso”

Falcão assumiu o Internacional há três jogos, após a demissão do técnico Argel Fucks, que foi para o Figueirense.

(Crédito da imagem: Ricardo Duarte / Internacional)