GUIA RIO 2016 TORCEDORES.COM – SAIBA TUDO SOBRE O BASQUETE MASCULINO

O Torcedores.com continua seu especial para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 que conta um pouco da história de cada esporte olímpico, algumas curiosidades para você contar por aí, além de informar os favoritos das provas e quem são os brasileiros nelas. Falaremos um pouco hoje sobre o Basquete Masculino, um dos esportes mais procurados pelos torcedores nas Olimpíadas.

LEIA O GUIA RIO 2016 DE OUTROS ESPORTES:
ATLETISMO, BADMINTONBASQUETE MASCULINO, BASQUETE FEMININO, BOXECANOAGEM VELOCIDADECANOAGEM SLALOM, CICLISMO BMX, CICLISMO ESTRADA, CICLISMO MOUNTAIN BIKE, CICLISMO PISTA,  ESGRIMAFUTEBOL MASCULINOFUTEBOL FEMININO, GINÁSTICA ARTÍSTICA, GINÁSTICA RÍTMICA, GINÁSTICA DE TRAMPOLIM, GOLFEHANDEBOLHIPISMO, JUDÔ, LEVANTAMENTO DE PESO, LUTA, MARATONA AQUÁTICA, NADO SINCRONIZADO, NATAÇÃO, PENTATLO MODERNOPOLO AQUÁTICO, REMORUGBY DE SETE, SALTOS ORNAMENTAIS,TAEKWONDOTÊNISTÊNIS DE MESA,TIRO COM ARCOTIRO ESPORTIVO, TRIATLO, VELAVÔLEI FEMININO, VÔLEI MASCULINOVÔLEI DE PRAIA

INTRODUÇÃO:  o basquete surgiu em Springfield, Estados Unidos, no final do século XIX, quando os atletas de americanos estavam começando a abandonar os inúmeros ginásios indoor existentes nas instalações de suas respectivas escolas para praticar esportes ao ar livre, como o futebol americano e baseball. O criador do esporte foi um canadense chamado James Naismith, que em dezembro de 1891 criou um jogo com 9 pessoas de cada lado tentando lançar uma bola em cestos de frutas localizados em cantos opostos do ginásio. Entrou no programa Olímpico em Berlim 1936 e o próprio criador do esporte James Naismith deu as medalhas aos vencedores em Berlim.Somente a partir de 1992 foi permitida a participação de jogadores profissionais, o que elevou e muito o nível das competições.

 

VOCÊ SABIA?

  • Que o americano Michael Jordan, maior atleta da história do basquete, só participou do Dream Team de 1992 porque Isaiah Thomas, armador do Detroit Pistons e seu rival na NBA, declarou que não disputaria?
  • Que o brasileiro Oscar Schmidt é o maior cestinha da história dos jogos olímpicos com 1.093 pontos? Além disso, nenhum outro atleta fez mais lances livres e cestas de dois e três pontos do que ele
  • Que as regras da FIBA são diferentes das da NBA? Nos Jogos Olímpicos, os quartos são mais longos, a linha de três pontos é mais curta e o limite de faltas por jogador é menor.
  • Que o placar final dos jogos de 1936 entre Estados Unidos e Canadá foi 19 a 8? Isso aconteceu porque a partida foi disputada a céu aberto, num dia de chuva e numa quadra a céu aberto
  • Que a altura de 3,50m é a mesma para homens e mulheres?

 

BASQUETE MASCULINO

HISTÓRICO: O basquete masculino nos Jogos Olímpicos é totalmente dominado pelos Estados Unidos (foto) desde a sua primeira edição, em 1936. Até hoje, os americanos perderam apenas 5 jogos em partidas olímpicas. Os iugoslavos conseguiram esse ouro em 1980 e uma prata em 1988 em Seul, na edição em que os americanos sofreram sua segunda derrota, nas semifinais, contra a rival União Soviética. A partir daí, foi permitida a participação dos jogadores da NBA, e em 1992, em Barcelona, os Estados Unidos mandaram seus principais astros, no time que é considerado o melhor de todos os tempos e que encantou a Espanha e o mundo. Na sequência, foram mais dois ouros para os americanos. Em 2004, porém, o tive foi muito mal, perdendo dois jogos na fase de classificação além da semifinal para a futura campeã Argentina, mesmo com grandes estrelas da NBA. Em 2008 e 2012, os americanos abriram o olho e retomaram seu reinado no esporte.

crédito: reprodução facebook
crédito: reprodução facebook

 

ATLETAS QUE BRILHARÃO NO RIO

Várias estrelas do basquete mundial estarão presentes no Rio. Mesmo sem a presença dos maiores jogadores da atualidade do basquete (LeBron James e Stephen Curry), Os Estados Unidos vêm contará com super estrelas como Kevin Durant (foto), Kyrie Irving, Klay Thompson, Carmelo Anthony e outros. Os grandes astros estrangeiros da NBA também estarão presentes como por exemplo o espanhol Pau Gasol, os franceses Boris Diaw e Nicolas Batum, o letão Jonas Valančiūnas, os campeões olímpicos argentinos Manu Ginobli e Luis Scola, dentre outros.

kd basquete masculino

QUEM CHEGA FORTE AO RIO:

Os Estados Unidos são favoritos absolutos, mesmo com um time não tão forte como o de 2012 e 2008 e mesmo sem Stephen Curry, Lebron James, Russell Westbrook e outros. Sob o comando do excelente técnico Mike Krzyzewski, o time tem tudo para levar o terceiro título consecutivo no Rio. Entretanto, Espanha, Lituânia e França (foto) tem capacidade para vencer caso o time americano jogue como em 2004, sem compromisso algum. Um pouco abaixo, estão Brasil, Argentina, Venezuela e Austrália. A Nigéria e China não devem incomodar.

basquete masculino franca

 

MELHORES RESULTADOS NO ÚLTIMO CICLO OLÍMPICO DOS PARTICIPANTES:

Estados Unidos – Campeão Mundial em 2014, campeões em Londres 2012

Espanha – campeã europeia em 2015, terceira colocada em 2013, vice-campeã em Londres 2012

Lituânia – vice-campeã europeia 2013 e 2015, quarta colocada no mundial 2014

França – campeã europeia em 2013 e terceira colocada em 2015, terceira colocada no mundial 2014

Sérvia – vice-campeã mundial 2014, quarta colocada no europeu 2015

Argentina – quarta colocada em Londres 2012

Croácia – quarta colocada no europeu 2013

Brasil –  sexto colocado no mundial 2014

 

COMO É A DISPUTA?

Doze países, divididos em duas chaves de seis times, disputarão a tão sonhada medalha de ouro. Os quatro primeiros de cada grupo se classificam e enfrentam adversários do outro grupo nas quartas-de-final (sendo o primeiro colocado de um grupo contra o quarto colocado do outro e o segundo colocado de um contra o terceiro colocado de outro). A partir daí, saem os semifinalistas e finalistas.

OS GRUPOS: Apenas na metade de julho os grupos foram definidos por completos. Em março deste ano, 9 dos 12 países foram divididos em dois grupos. Croácia, França e Sérvia se juntaram após os torneios qualificatórios realizados. No grupo A, estão os favoritos Estados Unidos, ao lado de França e Sérvia, que devem brigar pela segunda e terceira colocação. Austrália e Venezuela devem disputar a quarta colocação que dá vaga às quartas-de-finais. A China não deve incomodar.

O Brasil ficou no dificílimo grupo B, ao lado de Lituânia (foto), Argentina, Espanha, Nigéria e Croácia. Destes 6 times, 5 são candidatos a quatro vagas. a Nigéria não deve ir longe. basquete masculino brasil 

 

QUAIS AS CHANCES DO BRASIL?:  A seleção brasileira masculina masculina é praticamente a mesma que disputou os Jogos de Londres em 2012 e perdeu para a Argentina nas quartas-de-final. O time é experiente e tem qualidade, além do comando de um técnico que simplesmente é campeão olímpico com a Argentina. O jogo do Brasil no garrafão continua forte, mesmo sem a presença de Tiago Splitter, lesionado. O time perde muito sem a presença de Anderson Varejão, cortado do grupo por causa de lesão no final de julho. O substituto, entretanto, é Cristiano Felício, que teve um grande ano com o Chicago Bulls e está em ritmo de jogo por conta da Liga de Verão da NBA, que estava disputando

Os brasileiros que atuam na NBA tiveram um começo de temporada difícil, jogando muito pouco. Porém, no final, começaram a entrar mais, como é o caso de Marcelinho HuertasLeandrinho  foi vice-campeão da NBA com o Golden State Warriors, e teve bastante destaque nos playoffs e nas finais da NBA. Raulzinho fez um ótimo ano no Utah Jazz. Alex continua sendo muito efetivo na defesa e Marquinhos e Giovannonni são regulares. O garrafão, mesmo sem Splitter e Varejão, continua forte com a presença de NenêRafael Hettsheimeir e agora com Cristiano Felício. Os armadores Marcelinho, Rauzlinho e Rafa Luz devem ser um dos pilares do time  O problema é que a equipe não tem um jogador decisivo, que seja capaz de decidir um jogo apertado no fim.

No grupo do Brasil, é preciso vencer a Nigéria. A Croácia é um adversário dificílimo, mas que o Brasil já venceu no último mundial. A Argentina vinha sendo a nossa pedra no sapato durante anos, mas no último mundial, a seleção conseguiu tirar a “zica”. Lituânia e Espanha na teoria são um pouco melhores, mas não imbatíveis. É preciso não ficar em quarto lugar para evitar um possível confronto contra os Estados Unidos.

Torcida e o comando do técnico campeão olímpico Ruben Magnano devem ajudar bastante. Diríamos que a chance de conquistar uma medalha são médias

 

PALPITE DO GUIA:

Ouro: Estados Unidos

Prata: Lituânia

Bronze: França

Brasil: quinto lugar

 



Paulistano, 27 anos, deixou a publicidade e o marketing esportivo para ingressar no jornalismo e conseguir cobrir grandes eventos esportivos. Apaixonado por esportes olímpicos e futebol americano, sonha em estar no Rio de janeiro em 2016 para cobrir os Jogos Olímpicos in loco.