GUIA RIO 2016 TORCEDORES.COM – SAIBA TUDO SOBRE O FUTEBOL MASCULINO

O Torcedores.com continua seu especial para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 que conta um pouco da história de cada esporte olímpico, algumas curiosidades para você contar por aí, além de informar os favoritos das provas e quem são os brasileiros nelas. Falaremos um pouco hoje sobre o Futebol Masculino, que tenta esquecer o vexaminoso 7 a 1 em casa e conta com Neymar para trazer o inédito ouro ao país

LEIA O GUIA RIO 2016 DE OUTROS ESPORTES:
ATLETISMO, BADMINTONBASQUETE MASCULINO, BASQUETE FEMININO, BOXECANOAGEM VELOCIDADECANOAGEM SLALOM, CICLISMO BMX, CICLISMO ESTRADA, CICLISMO MOUNTAIN BIKE, CICLISMO PISTA,  ESGRIMAFUTEBOL MASCULINOFUTEBOL FEMININO, GINÁSTICA ARTÍSTICA, GINÁSTICA RÍTMICA, GINÁSTICA DE TRAMPOLIM, GOLFEHANDEBOLHIPISMO, JUDÔ, LEVANTAMENTO DE PESO, LUTA, MARATONA AQUÁTICA, NADO SINCRONIZADO, NATAÇÃO, PENTATLO MODERNOPOLO AQUÁTICO, REMORUGBY DE SETE, SALTOS ORNAMENTAIS,TAEKWONDOTÊNISTÊNIS DE MESA,TIRO COM ARCOTIRO ESPORTIVO, TRIATLO, VELAVÔLEI FEMININO, VÔLEI MASCULINOVÔLEI DE PRAIA

ESPORTE: FUTEBOL MASCULINO

INTRODUÇÃO: o futebol é o esporte mais popular do mundo e está presente na maior competição esportiva do mundo, embora muitos acreditem que de fato não deveria estar. Assim como acontece no tênis, o futebol não tem nos Jogos Olímpicos o principal evento de sua modalidade e não é o sonho de qualquer jogador disputa-los. O fato é que mesmo assim, o futebol esteve presente nos jogos desde a segunda edição dos jogos, em 1900, em Paris e sempre atraiu muito público. A partir de 1930, ano em que a Federação Internacional de futebol (FIFA) organizou sua primeira Copa do Mundo, o futebol nos Jogos Olímpicos perdeu atratividade. Iniciou-se aí também uma histórica divergência entre o Comitê Olímpico Internacional (COI) e a FIFA sobre a realização do futebol aos jogos olímpicos, com a segunda sempre criando restrições à participação de atletas profissionais ao longo dos anos. Em 1992, estabeleceu-se que os atletas deveriam ter no máximo 23 anos e quatro anos mais tarde permitiu-se a participação de 3 atletas profissionais com idade superior a 23 anos. O atual campeão olímpico é o México (foto)

futebol masculino mexico

 

VOCÊ SABIA?

  • Que grandes nomes do futebol brasileiro como Romário, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Neymar já disputaram edições dos Jogos Olímpicos e não conseguiram trazer a medalha de ouro para o Brasil?
  • Que até 1928, as partidas que valiam medalha e que terminavam empatadas tinham que ser jogadas novamente?
  • Que países com pouquíssima expressividade no cenário futebolístico, como Iraque e Egito, já ficaram entre os quatro primeiros colocados em Jogos Olímpicos?
  • Que das três maiores vencedores de Copas do Mundo de Futebol (Brasil, Alemanha e Itália), só a Itália possui uma medalha de ouro? E foi conquistada há 80 anos

 

FUTEBOL MASCULINO

HISTÓRICO: o futebol masculino nos jogos olímpicos foi dominado pelos europeus até os anos 90. Para se ter uma ideia, de 1900 até 1988, 17 das 20 medalhas de ouro foram conquistadas por países europeus, com apenas Uruguai e Canadá. quebrando essa hegemonia..Com as mudanças de regras que permitiam profissionais nos anos 1980, as principais potências do futebol mundial profissional como Brasil, Alemanha e Itália, tivessem resultados mais expressivos. Hungria e Reino Unido são os maiores campeões, com 3 títulos cada. Argentina, Uruguai e União Soviética têm dois. O Brasil tem 3 medalhas de prata e dois bronzes e tenta, em casa, acabar com a seca de ouros.

 

ATLETAS QUE BRILHARÃO NO RIO

Neymar (foto) é o único grande nome do futebol mundial que estará no Rio. As grandes estrelas dos países que vem ao Rio, como o sueco Ibrahimovic, o argentino Lionel Messi, o português Cristiano Ronaldo e os grandes nomes da atual campeã do mundo Alemanha já declararam que não virão. Do time brasileiro, jovens promessas dos clubes brasileiros como Gabriel Jesus e Gabigol, tentarão ajudar a seleção brasileira. O argentino Jonathan Calleri, que se destacou em 2016 pelo São Paulo, disputará o torneio pela Argentina.

crédito: reprodução facebook
crédito: reprodução facebook

 

QUEM CHEGA FORTE AO RIO:

No papel, o Brasil tem o melhor elenco para levar o ouro. Além de Neymar, o Brasil conta com bons jogadores que tem destaque no futebol nacional e mundial como  Renato Augusto, Gabriel Jesus, Gabriel, Rafinha, Marquinhos dentre outros. A FIFA não realiza competições sub 23, então é difícil analisar o que os países que virão ao Rio fizeram recentemente. A Argentina (foto) tem jogadores abaixo de 23 anos de qualidade e é bicampeã olímpica. No campeonato europeu sub 21 de 2015, a Suécia se sagrou campeã diante de Portugal. Alemanha, Colômbia e o atual campeão olímpico México são países que costumam revelar grandes talentos. O resto não deve ir muito longe.

crédito; reprodução site oficial Rio 2016
crédito; reprodução site oficial Rio 2016

 

COMO É A DISPUTA?

Dezesseis países, divididos em quatro grupos de quatro disputam a primeira fase. Nas quartas-de-final, os grupos A e B e os grupos C e D se cruzam, com o primeiro colocado de um enfrentando o segundo colocado do outro.

Os quatro primeiros de cada grupo se classificam e enfrentam adversários do outro grupo nas quartas-de-final (sendo o primeiro colocado de um grupo contra o quarto colocado do outro e o segundo colocado de um contra o terceiro colocado de outro). A partir daí, saem os semifinalistas e finalistas.

OS GRUPOS: Os grupos foram sorteados em abril de 2016 e foram favoráveis ao Brasil. A seleção enfrentará na primeira fase África do Sul, Iraque e Dinamarca. O Grupo B tem Japão, Colômbia, Nigéria e Suécia. O atual campeão México está no Grupo C junto com Coreia do Sul, Fiji e Alemanha. Argentina, Argélia, Honduras e Portugal fecham o grupo D.

futebol masculino brasil

 

QUAIS AS CHANCES DO BRASIL?:  Jogando em casa, com um time com bastante qualidade e com um dos melhores jogadores do mundo no elenco, o Brasil tem tudo para acabar com o tabu de nunca ter conquistado uma medalha de ouro. Deve passar de sua fase de grupos sem problemas. O adversário das quartas de final deve dar mais trabalho, já que o grupo B é mais equilibrado. Mesmo assim, o Brasil é muito superior no papel a Japão, Colômbia, Nigéria e Suécia. Nas semifinais, o peso de nunca ter levado um ouro pode atrapalhar. Apesar disso, diríamos que a chance de conquistar uma medalha são altas

 

PALPITE DO GUIA:

Ouro: Brasil;

Prata: Argentina;

Bronze: Suécia



Paulistano, 27 anos, deixou a publicidade e o marketing esportivo para ingressar no jornalismo e conseguir cobrir grandes eventos esportivos. Apaixonado por esportes olímpicos e futebol americano, sonha em estar no Rio de janeiro em 2016 para cobrir os Jogos Olímpicos in loco.