Juiz explica expulsão de Jorginho: “isso é uma vergonha”, disse técnico

Jorginho
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

A derrota do Vasco para o Avaí, por 2 a 1, neste sábado (2), válida pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro ainda vai dar o que falar. O técnico Jorginho foi expulso na segunda etapa da partida e saiu disparando contra o árbitro Elmo Alves Resende Cunha, dizendo que sua atuação foi determinante para o resultado e ainda criticou a escalação de um juiz de Goiânia, sendo que o Gigante da Colina disputa a liderança da competição contra o Atlético-GO.

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA 2016: VEJA 19 JOGADORES QUE ESTÃO SEM CONTRATO A PARTIR DE 1º DE JULHO

CONFIRA OS 6 JOGADORES DO GIGANTE DA COLINA QUE JÁ PODEM ASSINAR PRÉ-CONTRATO

Após a polêmica, a CBF divulgou a súmula da partida e Elmo Alves Resende Cunha explicou por que expulsou Jorginho.

Aos 25 minutos do segundo tempo expulsei do banco de reservas o senhor jorge de amorim campos técnico da equipe cr vasco da gama por, após a marcação de uma penalidade contra sua equipe o mesmo abandonou a area técnica e se dirigiu ao assistente n 01 cristhian passos sorence e proferiu as seguintes palavras: “- isso é uma vergonha, o que vocês estão fazendo é uma vergonha, uma vergonha“, escreveu o árbitro.

Classificação e próxima rodada

Com a derrota em Florianópolis, o Vasco se mantém na liderança da Série B, com 28 pontos, mas agora divide a ponta com o Atlético-GO, que venceu o Náutico, neste sábado, por 3 a 0. O time carioca, porém tem uma vitória a mais (9 contra 8).

O Vasco volta a campo pela Série B no próximo sábado (9) contra o Brasil de Pelotas-RS, no estádio de São Januário. Para a partida, o time cruz-maltino não terá Jorginho no banco de reservas, nem o goleiro Martín Silva e o atacante Leandrão, que levaram o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão. Zinho ficará na beira do gramado em São Januário.