Náutico tem dificuldades, mas vence Tupi-MG dentro de casa

Foto: Reprodução

Para quem achava que a vitória do Náutico sobre o Tupi-MG, vice-lanterna do campeonato, iria ser fácil se enganou. Os pouco mais de 3.000 torcedores que estiveram presentes ontem (29), na Arena de Pernambuco, viram um time que na mesma partida viveu altos e baixos. Mesmo com a vitória, o Náutico não apresentou um bom futebol. A equipe de Minas Gerais optou por marcar em primeiro plano incomodou poucas vezes o gol defendido por Júlio César.

Para quem acompanha o Náutico nesta série B não teve nenhuma surpresa, os comandados de Alexandre Gallo apresentaram as mesmas dificuldades dos jogos passados. Erros de passes e gols perdidos fazem parte do repertório timbu. Os alvirrubros já poderiam abrir o marcador na primeira etapa, goleiro Rafael Santos teve que mostrar serviço nos chutes de Hugo e Maylson. No mesmo lance, aos 38 minutos de futebol, o arqueiro fez duas importantes defesas. Destaque do Náutico na segundona, o volante Maylson saiu de campo sentindo dores na coxa esquerda e deu lugar a Léo Santos, que teve sua primeira oportunidade no time principal. O grito de gol quase saiu quando Roni fez boa jogada pela direita e cruzou para o zagueiro Rafael Pereira, a bola passou entre a linha do gol e o pé esquerdo do jogador alvirrubro aos 44 minutos.

No segundo tempo, os donos da casa vieram dispostos a mudar o placar, mas foi o Tupi-MG quem assustou primeiro. Logo aos 10 segundos, Jonathan, que viera a ser expulso minutos depois, recebeu lançamento e chutou com perigo. A bola passou perto do gol alvirrubro. O balde de água fria dos mineiros veio aos 5 minutos da etapa final. Numa jogada trabalhada pelos atletas que vieram das categorias de base, Jefferson Nem cruzou na área e ainda contou com a falha de Rodolfo Mol. A bola se ofereceu para Léo Santos que, com personalidade, deixou o peso da estreia de lado, matou a bola no peito e estufou as redes de Rafael Santos. Náutico 1×0 Tupi-MG. O jogo seguiu aberto para as duas equipes, entretanto devido à falta de pontaria de ambas, a partida terminou com a vitória do Náutico pelo placar mínimo.

Após a partida, o treinador alvirrubro fez uma breve avaliação do futebol mostrado pelo Náutico. Mesmo insatisfeito com a apresentação dos atletas, Gallo fez questão de enfatizar o resultado. “Nós fizemos um bom jogo técnico, contra o Avaí. Esse foi difícil, porque o adversário teve méritos. Eles nos marcaram muito bem. A vitória era fundamental para gente voltar a estar entre os 5 primeiros. Como nenhum time no Brasil, a gente não tem sempre um futebol brilhante. E não fomos brilhantes. Mostramos determinação. Quando se pega uma equipe difícil assim, principalmente na bola parada, com cinco jogadores acima da média de estatura, fica difícil. Mas o importante é vencer”, destacou.

Com a vitória, o Timbu ocupa a 5ª posição do campeonato e encosta na zona de classificação para a elite do futebol nacional com apenas dois pontos do quarto colocado, o Atlético-GO. Os goianienses têm um jogo a menos, encaram o Sampaio Corrêa na tarde de hoje (30) , dentro de casa e pode aumentar a vantagem que tem sobre o Náutico. Os alvirrubros voltam a campo na próxima terça (2), fora de casa contra o Oeste. O Tupi-MG permanece amargando a vice-lanterna do campeonato e joga, também na terça, nos seus domínios contra o Paraná.