Mercado da bola: Paulo Nobre fala sobre possível venda de Gabriel Jesus pelo Palmeiras

Mercado da Bola Palmeiras
Crédito da Foto: Divulgação/Site Oficial do Palmeiras

Maior destaque desta temporada no Palmeiras, o atacante Gabriel Jesus chama a atenção de alguns dos maiores clubes da Europa, entre eles barcelona, Real Madrid, Juventus, Inter de Milão, Manchester United e Bayern de Munique. Porém, o jogador já deixou claro que pretende ficar no Verdão pelo menos até dezembro, quando termina a temporada.

LEIA MAIS:

MERCADO DA BOLA: VEJA AS NOVIDADES NAS NEGOCIAÇÕES DO VERDÃO
CUCA DEFINE O SUBSTITUTO DE FERNANDO PRASS DURANTE A OLIMPÍADA
JOGADOR DO VERDÃO ESTÁ FORA DA OLIMPÍADA; CONFIRA
MERCADO DA BOLA: GABRIEL JESUS GANHA ELOGIOS DE TÉCNICO DA INTER E AUMENTA INTERESSE
ALÉM DE MINA E MOISÉS, O PALESTRA PODE TER MAIS QUATRO BAIXAS CONTRA O INTER

Em entrevista ao programa Cartão Verde, da TV Cultura, na noite desta quinta-feira (14), o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, falou sobre a possibilidade de negociação de sua principal joia.

O Gabriel Jesus é um jogador fora de série, muito novo e já tem destaque nacional e internacional. Por isso, é absolutamente natural que exista interesse de clubes grandes em seu futebol“, disse o cartola.

Não faço previsão se ele sai agora ou depois. Mas fico muito satisfeito que o Gabriel não querendo sair do Palmeiras. Quando o jogador não quer sair, a coisa não acontece“, apostou. “Ele deixou claro: ‘não quero sair, quero jogar esse Brasileiro, quero amadurecer mais’. Isso me deixa muito orgulhoso como palmeirense“, continuou Nobre.

Com contrato com o Palmeiras até o fim de 2019, Gabriel Jesus tem multa rescisória de 40 milhões de euros (cerca de R$ 146 milhões) para o exterior, entretanto, cinco clubes (Barcelona, Real Madrid, PSG, Manchester United e Bayern de Munique) têm a opção comprar os direitos econômicos do atleta por 24 milhões de euros (cerca de R$ 87,7 milhões).

Se pagarem a multa não tem conversa“, comentou Nobre, lembrando que o jogador tem de estar de acordo para ser negociado. “Os clubes primeiro vão no jogador acertam tudo e depois pagam a multa“, explicou o mandatário do Palmeiras, que se mostrou otimista quanto à permanência do jovem atleta no clube e citou a felicidade para explicar.

O futebol não é matemático. Não é porque um jogador vai muito bem em clube que eventualmente vá ter a mesma sorte em outro. No Palmeiras, ele é feliz, ídolo e querido por todo o grupo. Acho que a felicidade o ajuda a jogar tão bem. Dinheiro é importante, mas você ter condições de trabalho e estar feliz é muito importante para poder se desenvolver na carreira“, disse Nobre.

O Gabriel não ficou arrogante [depois do interesse de grandes equipes], continua muito dedicado e não gosta de perder nem em treino. Tem gana, raça e já se identificou com o Palmeiras. Para mim, a felicidade é um dos pontos que possibilitam seu bom futebol. Às vezes, você troca de equipe por um contrato melhor, mas acaba a alegria de jogar“, finalizou o presidente do Verdão.

Direitos econômicos de Gabriel Jesus

Os direitos econômicos de Gabriel Jesus são divididos. O Palmeiras tem apenas 30%, os empresários Fabio Caran, 22,5%, e Cristiano Simões, 32,5, enquanto o próprio jogador é dono dos 15% restantes.