Mercado da bola: Palmeiras não vai contratar Guerra; entenda

Alejandro Guerra
Foto: Divulgação/Site Oficial do Atlético Nacional

A procura do Palmeiras por um meia não é segredo para ninguém. Em busca de reforçar ainda mais o recheado elenco atual, o clube abriu recentemente negociações com o Atlético Nacional, da Colômbia, para contratar o meio-campista Alejandro Guerra, um dos destaques da equipe finalista da Libertadores deste ano. Porém, exatamente o fato da equipe colombiana estar na decisão acabou com todas as esperanças do Verdão de contar com o atleta nesta temporada.

LEIA MAIS:

ALÉM DE MINA E MOISÉS, VERDÃO PODE TER MAIS QUATRO BAIXAS CONTRA O INTER
JOGADOR DO VERDÃO ESTÁ FORA DA OLIMPÍADA; CONFIRA
MERCADO DA BOLA: GABRIEL JESUS GANHA ELOGIOS DE TÉCNICO DA INTER E AUMENTA INTERESSE

O grande problema é que os dois jogos da final da Libertadores serão disputados depois do fechamento da janela de transferências internacionais para o Brasil.

A primeira partida, que será disputada no Equador, está marcada para o dia 20 de julho, enquanto o segundo e decisivo duelo será uma semana depois, no dia 27, na Colômbia. Mas a janela será fechada no dia 19 no Brasil, portanto, sem deixar tempo hábil para que a negociação fosse concretizada e Guerra reforçasse o Palmeiras ainda no segundo semestre.

O jogador entretanto seguirá no radar do Verdão para a próxima temporada.

Aos 31 anos, o Alejandro Guerra é considerado o cérebro do Atlético Nacional. Nas duas partidas das semifinais da Libertadores contra o São Paulo, o meia venezuelano ainda se recuperava de uma pancada no joelho e acabou poupado, entrando apenas no segundo tempo dos dois jogos.

Porém, para a decisão ele deve estar em campo comandando o meio de campo verdolaga.

Palmeiras em campo

Após empatar com o Santos na última terça-feira, o time alviverde retorna aos gramados no próximo domingo (17), contra o Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Líder isolado do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos, o Palmeiras terá as voltas dos atacantes Gabriel Jesus e Róger Guedes diante do time gaúcho, que vai estrear o técnico Falcão.