Relembre 5 finais inesquecíveis da Liga Mundial de vôlei

No dia da grande decisão da Liga Mundial de Vôlei entre Brasil e Sérvia, vale a pena relembrar algumas finais inesquecíveis do tradicional torneio de vôlei.

LEIA MAIS
BRASIL É O MAIOR VENCEDOR DA LIGA MUNDIAL; RELEMBRE AS CONQUISTAS

A Liga Mundial é um tradicional torneio, que ocorre anualmente e reúne as principais seleções do voleibol masculino. Recentemente, o sistema do torneio foi modificado para atender nações pouco tradicionais do voleibol, atingindo um alcance maior ao público. Assim, atualmente a Liga é dividida em 3 grupos com forças distintas, sendo o Grupo 1, o de maior nível, que reúne os principais países. Esse formato foi criado a partir da edição de 2014.

O Brasil e a Itália são os países que mais participaram de edições da Liga Mundial com 27, ou seja, participaram de todas as edições da competição, que começou em 1990. O Brasil é a nação com mais participações em fases finais da competição com 24, contra 22 da Itália. Nesses quase 30 anos de competição, algumas finais se tornaram memoráveis para a história da competição, como a conquista do Brasil sobre a Sérvia em 2003, em Madrid, com direito a tiebreak passando dos 30 pontos. A final de 2009, também entre Brasil e Sérvia, em Belgrado com mais de 20 mil espectadores, com vitória brasileira, são alguns dos exemplos de finais históricas.

Confira abaixo 5 das finais inesquecíveis da história da Liga Mundial:

Brasil x Sérvia e Montenegro (2003) – Maior final de Liga Mundial de todos os tempos sem dúvidas. Uma emoção sem igual, em um ginásio lotado em Madrid, o Brasil estava com a derrota muito próxima e conseguiu uma virada histórica contra a forte Sérvia e Montenegro, do craque Miljkovic, o maior pontuador e escolhido MVP da competição. O Brasil teve uma atuação histórica de superação, perdendo por 2 sets a 1, mas conseguindo vencer o tie break por inacreditáveis 31 a 29. A Seleção teve no líbero Serginho a sua grande estrela, já considerado na época o melhor líbero do mundo.

Brasil x França (2006) – Em uma final disputadíssima, realizada em Moscou, Brasil e França fizeram um jogaço, uma grande final, com grande técnica e raça. Em um jogo eletrizante, o Brasil ficou atrás boa parte da partida, chegando a estar perdendo por 2 sets a 0, mas conseguindo uma virada inesquecível contra os franceses e conquistando mais um título da Liga Mundial, o hexa na época. Giba, mais uma vez, foi o grande nome do Brasil na competição e foi escolhido o MVP do torneio.

Brasil x Rússia (1993) – A primeira vez nunca pode ser esquecida e essa foi muito especial. Com a base da Seleção campeã olímpica em Barcelona, 1992, o Brasil decidiu a Liga Mundial em casa, no Ginásio do Ibirapuera lotado e conquistou um título inédito. Comandada pelo técnico José Roberto Guimarães e com uma geração maravilhosa que contou com nomes como o talentoso levantador Maurício, escolhido o melhor da competição, além do MVP, Giovane Gávio, o Brasil passeou na decisão contra a Rússia para levantar a taça em casa. Foi até hoje a única conquista brasileira em solo nacional.

Brasil x Sérvia (2009) – Na última final entre os dois rivais, antes da final desse domingo (17), o Brasil encarou a Sérvia num Ginásio em Belgrado completamente lotado, com mais de 22 mil pessoas. Em mais uma decisão bastante equilibrada, o Brasil venceu por 3 sets a 2 e calou a torcida sérvia. Foi a terceira final entre as duas seleções e o terceiro título brasileiro. Serginho, o melhor líbero da história, foi escolhido o MVP da competição.

Brasil x Rússia (2010) – Na casa da arquirrival Argentina, em Córdoba, o Brasil venceu a Rússia por 3 sets a 1 e conquistou seu último título até aqui na Liga Mundial. Os destaques brasileiros foram Murilo Endres, eleito o MVP da competição, o ponteiro Dante, grande destaque na fase final da competição, além do líbero Mário Jr, que substituiu o ídolo Serginho à altura.