De irritações a citação à Serginho Chulapa: relembre as polêmicas de Ganso no São Paulo

Ganso
Foto: Getty Images

O que já estava encaminhado durante a semana se confirmou neste sábado. O São Paulo anunciou oficialmente a venda de Paulo Henrique Ganso ao Sevilla, da Espanha. Mas a sua passagem de quatro anos pelo Tricolor foi marcada com um título e também algumas polêmicas.

LEIA MAIS
RELEMBRE OS MELHORES MOMENTOS DE GANSO NO SÃO PAULO

Ganso nunca escondeu que se acha um jogador diferenciado e sempre fez questão de enfatizar isso, fato raro de se ver quando um atleta trata de falar se si próprio. E uma dessas frases entra nas polêmicas já causadas pelo meia enquanto funcionário do São Paulo.

Mas Ganso, talvez, a maior polêmica em que se envolveu foi ter citado Serginho Chulapa ao reclamar de um suposto favorecimento do árbitro ao Corinthians e o meia desabafou ao falar que se fosse o ex-atacante ele teria batido no juiz.

– Irritações ao ser substituído

Paulo Henrique Ganso já deixou em seu semblante irritações ao ser substituído. Com Osorio, por exemplo, o meia foi vaiado pela torcida e ao deixar o gramado chutou uma garrafa já no banco de reservas. Na época o colombiano não gostou da atitude do meia. Com Bauza, novamente ele se irritou, mas o argentino aprovou a reclamação ao falar que gosta que os jogadores saem de campo chateados.

– Usou Serginho Chulapa para fazer frase polêmica

Após a derrota para o Corinthians, na Arena, pela Libertadores, Ganso se irritou com o árbitro e disse a seguinte frase: “Se fosse o Serginho Chulapa, ia no vestiário bater nele.” O ex-jogador rebateu o meia. “Ele foi muito infeliz por me citar. Acho que tentou desviar o foco da derrota, porque o São Paulo não jogou nada. Nunca bati em juiz e ele me usou como exemplo de uma coisa negativa”, disse Serginho.

– Criticou companheiro por erro de marcação em gol sofrido

No Brasileirão de 2015, o São Paulo perdeu para o Atlético-PR por 2 a 1 e ao levar o primeiro gol, Ganso mostrou insatisfação e sem citar quem, afirmou que sabia quem não marcou Gustavo – autor do gol. “Não tivemos bola de perigo. Não pode dar essa bobeada. Erro de quem estava marcando e a gente sabe quem foi.” Na época, Lucão era quem fazia a marcação no zagueiro do Atlético.

– Frase polêmica após jogo

Após entrar no segundo tempo da partida diante do Coritiba, no empate em 2 a 2 em 2014, Ganso deu o passe para o gol que igualou o marcador. Após o jogo, o meia criticou a decisão tática de Muricy Ramalho e falou que após sua entrada a equipe mostrou outra. “Acho que com quatro atacantes sem ninguém para criar, fica difícil para eles. Depois que eu entrei a equipe melhorou, criou mais e teve inúmeras chances de gol”, desabafou na época.

– Reclamou por não ter batido pênalti desperdiçado por Maicon

Em abril deste ano, o São Paulo venceu o Oeste por 2 a 1 no Paulistão. Mas o resultado positivo por pouco não foi um empate, já que na ocasião Maicon perdeu um pênalti. Ganso era quem deveria bater e o meia mostrou sua insatisfação. “Professor decidiu quem cobraria o pênalti e aqui tem que ter ordem. O importante é que conseguimos a vitória”, disse. Apesar de ter perdido o pênalti, o zagueiro foi o “herói” da partida ao fazer o segundo gol do Tricolor.

– Defesa da esposa contra um fã que ironizou lesão de Ganso

Após entrar no segundo tempo, se machucar e ficar de fora das duas partidas da semifinal da Libertadores, Ganso foi alvo de ironia de um fã sobre uma possível “férias”. A esposa de Ganso detonou as criticas do internauta. 



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.