Ricardo Oliveira diz: “Tite vai contribuir para seleção retomar o caminho das vitórias”

ricardo oliveira
Divulgação/Nilton Santos/CBF

De volta aos treinos e ao Santos e após seu corte da Copa América, devido uma lesão no joelho, Ricardo Oliveira está de volta e durante a coletiva no CT Rei Pelé na sexta (15), Oliveira falou sobre Tite e seleção brasileira.

Leia mais:

COM OLIVEIRA VOLTANDO, VICTOR FERRAZ VÊ “PROBLEMA BOM” PARA DORIVAL

“IMAGINA A VONTADE QUE ESTOU DE FAZER GOL”, DISSE RICARDO OLIVEIRA EM COLETIVA

“Seleção Brasileira sempre será objetivo. Vai ser consequência do meu trabalho. Seleção nunca veio de mão beijada por conhecer alguém, sempre foi mérito.”, disse Ricardo Oliveira deixando claro que não vai desistir de vestir a camisa da seleção canarinha e ainda vai lutar por isso.

Rafael Ribeiro / CBF
Rafael Ribeiro / CBF

Sua última convocação, ainda foi com a seleção sob o comando do técnico Dunga, portando Ricardo Oliveira também falou sobre os caminhos da seleção nas mãos do técnico, Tite: “Não temos que criar monstro porque mudou o comando da Seleção Brasileira. Quando não se produz, vão buscar outros que façam melhor do que você faz. Acharam que era o momento de mudar e trouxeram um treinador que o Brasil clamou por ele. Ele conquistou isso.”, diz sobre Tite na Seleção Brasileira.

Ricardo Oliveira ainda elogiou o trabalho do treinador:

“O Tite deixou claro que quem estiver em bom momento vai ser lembrado. Independente de ser lembrado, desejo sorte a ele. É um treinador que expressa seu potencial e vai contribuir para a Seleção retomar o caminho de vitórias.”

Ricardo Oliveira jogou pela última vez em 8 de maio, quando o Peixe disputou o segundo jogo da final do Campeonato Paulista. Na ocasião, o Santos ganhou do Audax por 1 a 0, com gol de Oliveira. Desde então, ele ficou em tratamento por causa de uma inflamação em seu joelho direito.

Agora, depois de dois treinos, Oliveira está à disposição do técnico Dorival para jogar a partida contra a Ponte Preta que acontecerá no sábado (16), pela série A do Campeonato Brasileiro 2016.



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."