Saiba quanto cada país pagará por medalhas nas Olimpíadas

As medalhas de prata, ouro e bronze, respectivamente, da Rio 2016. (Foto: Site oficial Rio 2016/Alex Ferro)

Patrocinadores oficiais dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e do Comitê Olímpico do Brasil (COB) estarão premiando atletas que subirem ao pódio.

Ouro, prata e bronze serão contemplados com a mesma quantia, cerca de R$ 35.000,00 para atletas de modalidades individuais e 17.500,00 para atletas de modalidades coletivas

“Ficamos muito felizes que dois patrocinadores entenderam essa ideia de premiar os atletas, já que com recursos públicos não víamos possibilidade de fazermos essa premiação”, disse o diretor executivo de Esportes do COB, Marcus Vinicius Freire. 

“Estamos muito satisfeitos com a iniciativa do Grupo Bradesco Seguros e da P&G em valorizar o esforço e as conquistas de nossos atletas. Tenho certeza de que estas premiações serão um incentivo a mais para todos. O COB se empenhou para que essas ações fossem colocadas em prática, pois reconhecemos o intenso trabalho feito pelos atletas para representar o Brasil da melhor forma possível nos Jogos Olímpicos”, afirmou Carlos Arthur Nuzman, presidente do COB.

“Outra boa notícia para mim é sempre quando você premia os atletas a longo prazo. Ou seja, o atleta precisa guardar também, porque é sempre uma boa opção em função do formato da nossa profissão. Que ele tenha uma previsibilidade do que vai precisar no futuro. Então, pagamento em previdência privada dá esse recado”, acrescentou Marcus Vinicius.

A premiação do Brasil é muito menor que de outros países. O Azerbaijão por exemplo, promete pagar aproximadamente R$ 1,7 milhão aos atletas medalhas de ouro. O país que oferece o maior prêmio é a Itália, com R$ 365 mil. A Rússia, que é uma potência em vários esportes, pagará R$ 262 mil. A Coreia do Sul, R$ 105 mil; França, R$ 100 mil; Japão, R$ 56 mil; e Austrália, R$ 32 mil.