Veja como a tentativa de Golpe na Turquia pode refletir no futebol

Flamengo
Getty Images

A sexta-feira (15) foi de muita tensão na Turquia, país que viveu a tentativa de um Golpe Militar combatido pelo governo do primeiro-ministro Binali Yildirim. Ao todo, pelo menos 265 pessoas morreram na ação e mais de 1440 pessoas ficaram feridas.

LEIA MAIS:
LUIS RICARDO FALA SOBRE BAIXO PÚBLICO EM JOGOS DO BOTAFOGO: “ACABOU A DESCULPA”
REVELAÇÃO DO BOTAFOGO MARCA SEU 1º GOL COMO PROFISSIONAL
JORGE HENRIQUE PODE SER MELHOR APROVEITADO POR JORGINHO; VEJA COMO
TIME RESERVA DO BOTAFOGO PODE DAR REFORÇOS PARA RICARDO GOMES
JOEL CARLI JÁ FALA EM FICAR MAIS TEMPO NO BOTAFOGO

Influenciado pelo meio em que está inserido, o futebol, é claro, também passa a ser afetado pela tensão no país. A Turquia possui diversos jogadores de nome que, atraídos pelos bons salários, atuam lá. Para eles, estrangeiros em um país em turbulência, a situação é ainda mais assustadora.

Em países com instabilidade política é comum que jogadores estrangeiros tendam a deixá-lo, bem como outros atletas nacionais que possuam mercado fora do país. Esse é o caso do meia Diego, que joga no Fenerbaçe, e está negociando com o Flamengo, que não voltou para a Turquia para negociar a sua rescisão, mas apenas seu advogado.

Outros jogadores em situação parecida com a de Diego podem optar pelo mesmo caminho. A instabilidade turca é prejudicial para seus cidadãos e o futebol não está imune a isso.

Crédito da Foto: Getty Images