Opinião: arbitragem, Cuca e desfalques. Por que o Palmeiras perdeu a liderança?

Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras foi derrotado pelo Botafogo, neste domingo (31), por 3 a 1, e viu o Corinthians assumir a liderança do Campeonato Brasileiro com um ponto de vantagem para o agora terceiro colocado Verdão, que também viu o Santos ocupar a vice-liderança. Mas como e por que a equipe comandada pelo técnico Cuca perdeu o topo da tabela de classificação?

LEIA MAIS:
Precisando de um meia, Palmeiras descartou a contração de Diego; veja o motivo
Com preferência do Barcelona, Palmeiras pode lucrar três vezes mais com Mina

O Torcedores.com analisou os últimos jogos do Palmeiras e listou alguns dos motivos que podem justificar a queda de rendimento do Verdão no Campeonato Brasileiro, principalmente nas últimas rodadas.

Cuca:

O técnico Cuca é um dos responsáveis por colocar o Palmeiras na briga pelo título, mas também é um dos mais criticados pela torcida nos últimos jogos por causa das escalações e substituições nas últimas rodadas. Contra o Santos, por exemplo, além de ter colocado o meia Moisés sem condições de atuar 100% como titular, após o jogador sentir a coxa, o treinador optou por colocar o volante Arouca, que estava sem jogar há mais de dois meses. Na segunda etapa, tirou Cleiton Xavier – único homem de criação – para colocar Lucas Barrios e depois sacou Erik para colocar Leandro Pereira, que fez sua reestreia na ocasião

Na derrota para o Atlético-MG, Cuca testou o ataque com Dudu, Erik e Róger Guedes. Como não deu certo, tentou mexer na equipe, mas novamente, substituiu errado: tirou o volante Thiago Santos e colocou Matheus Sales. Precisando virar o placar, tirou Cleiton Xavier e colocou o Barrios, posteriormente sacou Erik – que estava bem na partida – para colocar Alecsandro, que não atuava há mais de um mês. Tinha nomes como Rafael Marques, Allione e Errou nas três substituições.

Já contra o Botafogo, Cuca deixou Dudu, líder de assistências do Verdão no Brasileirão, no banco de reservas para testar Leandro Pereira no time titular. Não deu certo. Para o segundo tempo, tirou Róger Guedes para colocar Rafael Marques, que atuou com Leandro Pereira e Erik no ataque, deixando Dudu como homem de criação. De novo, não deu certo. Nomes como Allione, Barrios, Alecsandro, Egídio e Gabriel ainda ficaram no banco.

Cuca não está conseguindo acertar o time do Palmeiras sem Gabriel Jesus, e para piorar não está conseguindo acertar as substituições.

Desfalques:

Parecia que não, mas o Palmeiras sente falta (muita falta) da qualidade do passe, drible, criação e finalização do Gabriel Jesus. O time aprendeu a jogar com o ele e para ele, mesmo sem intenção. Cuca não tem absolutamente nenhum jogador com qualidades parecidas com a de Jesus e sente muito sua ausência. O maior desafio agora é encontrar outra maneira de jogador.

Fernando Prass também faz falta, principalmente, pela liderança em campo. E se antes sua ausência por seis partidas já seria sentida, agora que pode perder o restante da temporada, o torcedores palmeirense tem muito com o que se preocupar.

Além dos desfalques já esperados, jogar uma partida sem Moisés ou Tchê Tchê também pesam muito no estilo e rendimento do Palmeiras em campo – foi assim contra Atlético-MG e Botafogo.

Peças de reposição:

Já ficou claro que o Palmeiras não tem uma peça de reposição ideal para suprir a ausência de Gabriel Jesus, mas o clube também não se movimentou para isso. Deixou escapar a chance de contratar um jogador para a posição durante a janela de transferências e internacionais, assim como também não aproveitou para reforçar melhor o meio campo. Será difícil apostar apenas em Cleiton Xavier e Moisés até o final da temporada.

O Campeonato Brasileiro é longo, e uma equipe que quer brigar pelo título não pode ficar dependente de apenas dois jogadores para a função.

Arbitragem:

A arbitragem, mais uma vez, é um dos destaques negativos do Campeonato Brasileiro e o Palmeiras é um dos mais prejudicados até o momento. Só no primeiro turno, já são, pelo menos, cinco pontos a menos que o Verdão deixou de conquistar por causa dos erros. Isso também pesa e pode fazer muita falta na reta final.