“Até os torcedores brasileiros torceram por mim”, afirma Del Potro sobre o Rio 2016

Del Potro
Foto: Getty Images

Tenista argentino achou “até estranho” o apoio da torcida brasileira durante os Jogos Olímpicos Rio 2016 e agradeceu à torcida brasileira.

LEIA MAIS
OLIMPÍADAS: EM FINAL EMOCIONANTE, MURRAY VENCE DEL POTRO E CONQUISTA O BICAMPEONATO OLÍMPICO

Juan Martin Del Potro foi o grande nome do tênis nas Olimpíadas Rio 2016. De convidado a maior destaque do torneio. Vitórias épicas contra Novak Djokovic e Rafael Nadal, além de uma final duríssima contra Andy Murray, com mais de 4h de batalha e estando muito pior fisicamente. Del potro deu uma aula de força de vontade e de garra neste domingo (14), e durante toda a competição. Ele está de volta após três cirurgias no punho e quase quatro anos sem praticamente jogar, após a conquista histórica do bronze em Londres 2012. Nunca uma medalha de prata valeu tanto quanto uma de ouro.

Del Potro fez o torcedor argentino invadir as arquibancadas, transformando as arenas do Rio em uma “La Bombonera” ou um “Buenos Aires Lawn Tennis Club”. O argentino cantou o tempo inteiro, incentivando o seu ídolo, que orgulhou o torcedor mais uma vez, após a grande conquista do US Open 2009, em uma final histórica contra Roger Federer. A cada jogo, Del Potro chorava de emoção pelo apoio dos fanáticos argentinos e também pelo respeito e apoio dos brasileiros, que ele definiu como “estranho” na entrevista.

Delpo ainda comentou sobre a sua paixão pelo tênis, o sofrimento de não ter podido jogar durante esse tempo e o apoio dos torcedores na Argentina. O tenista desabafou sobre o quanto falar de tênis é especial para ele e que estava sentindo muita falta, que voltou a sentir alegria com o tênis novamente, além da “experiência maravilhosa” de participar dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

O gigante argentino terminou falando sobre o futuro, que “ainda falta muito para voltar a ser Top 5”, mas que “a vontade e o coração”, ele sempre deixa em tudo que faz. O argentino comentou sobre o backhand, seu golpe mais limitado e que ele “precisa melhorar para enfrentar os melhores”.

Os Jogos Olímpicos Rio 2016 não contam pontos para o ranking da ATP. Del Potro ocupa a 141ª posição do ranking da ATP. No ranking da vida ele é o número 1.