Botafogo quer ‘frear’ badalação sobre atletas da base

Divulgação / site oficial Botafogo

Com uma ótima campanha em campeonatos da categoria sub-20 em 2016, o Botafogo já vê inúmeros atletas com potencial de se juntar ao elenco profissional comandado pelo técnico Ricardo Gomes. No entanto, a diretoria do Glorioso prefere adotar uma certa cautela para lidar com os atletas das categorias de base.

LEIA MAIS

Mercado da bola: De saída do Barcelona, Douglas recusa proposta para jogar em Portugal

Botafogo é absolvido por problemas na inauguração da Arena

Pelo menos dois nomes, segundo o Globoesporte.com, devem ganhar espaço entre os profissionais no futuro: o zagueiro Marcelo Banevenuto e o volante Matheus Fernandes. O atacante Renan Gorne, artilheiro do clube no Carioca Sub-20 (25 gols) e destaque no Brasileiro da categoria, já treinou com os titulares e tem grandes chances de subir, assim como o meia Gustavo Buchecha.

No entanto, a diretoria do clube prefere manter a postura mais cautelosa para evitar os problemas que aconteceram com o atacante Luís Henrique, que também saiu da base com status de futura estrela em 2015 e atualmente tem sido pouco utilizado por Ricardo Gomes.

O Marcelo e o Matheus Fernandes já tem contrato profissional e vão subir depois do Brasileiro Sub-20. Por estarmos envolvidos em competições de nível importante, achamos melhor para eles jogarem estas competições para não perder ritmo de jogo”, disse Manoel Renha, coordenador das categorias de base do Botafogo.

Quatro jogadores do elenco sub-20 foram promovidos para o principal no começo do ano, sendo Leandrinho o único a se manter com chances no time titular. Ribamar foi vendido para a Alemanha e Saulo e Marcinho ainda não tiveram muito tempo de jogo.

(Crédito da foto: Divulgação / site oficial Botafogo)