Brasil perde, mas classifica e faz história no handebol masculino. Entenda!

Foto: Reprodução/Twitter TIme Brasil

A seleção brasileira de handebol masculino ainda não chegou ao final de sua participação na Rio 2016, mas já fez história na competição. Mesmo antes da derrota de hoje, por 30×19 contra a Suécia, a equipe brasileira já havia garantido, pela primeira vez na história, uma vaga nas quartas de final do torneio masculino.

 

LEIA MAIS:

Amanhã acontecem as quartas de final do handebol feminino. Confira a agenda!

Em cinco jogos, a seleção do técnico Jordi Ribera somou cinco pontos, conquistando duas vitórias, um empate e perdendo dois jogos. A classificação antecipada veio hoje (15) de manhã, após vitória da Eslovênia por 25×20 sobre a Polônia. Com isto, os poloneses ficaram com apenas quatro pontos e foram eliminados.

Na última partida da fase de grupos, os brasileiros acabaram derrotas pela Suécia, que ainda não havia conquistado uma vitória na Rio 2016.

Jogando sem a necessidade da vitória, o Brasil não fez uma boa partida. Um pouco inseguro na defesa e ansioso no ataque, a seleção brasileira acabou derrotada. A vitória sueca foi construída na primeira etapa, quando os europeus foram para o intervalo com um vantagem de seis gols no placar (16×10).

Os destaques da seleção sueca foram o goleiro Mikael Appelgren e o armador esquerdo Philip Stenmaln, artilheiro da tarde com 6 gols. No lado da equipe brasileira, o goleiro Maik, herói do empate contra o Egito, defendeu muito, fez o que pode, marcou inclusive 1 gol, mas não conseguiu evitar o revés.

Na segunda etapa, o Brasil melhorou um pouco na partida. A defesa que não funcionou na primeira parte do jogo, esteve melhor após o intervalo, quando a seleção brasileira ficou um bom tempo marcando individualmente os suecos, mas seguiu cometendo alguns erros no ataque. O ponta direito Fábio Chiuffa, um dos destaques do time na primeira fase, entrou no jogo e conseguiu fazer alguns gols. O armador Jose Guilherme foi o artilheiro do Brasil no jogo, com 4 gols.

O próximo adversário da seleção ainda não está definido. As quartas de final acontecem na próxima quarta-feira.

 



Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.