CBF promove ação social na última rodada do turno do Brasileirão

Crédito da foto: Divulgação

A rodada que encerra o primeiro turno do Campeonato Brasileiro receberá 22 crianças árabes e judias, de Jerusalém, para participarem de jogos pela paz no Oriente Médio. As partidas começarão às 13h30, antes do jogo Palmeiras x Vitória, e terão duração de 15 minutos, mas a rivalidade, só dentro de campo.

LEIA MAIS:
NEYMAR DÁ SUSTO NA SELEÇÃO AO SENTIR TORNOZELO APÓS DIVIDIDA

Os pequenos fazem parte de um programa da ONG israelense Gol da Igualdade. A ONG utiliza a paixão pelo esporte para criar vínculos entre crianças de 9 a 14 anos da periferia social de Israel, para reduzir o preconceito e a violência entre os jovens, incentivar a convivência e educar para a paz.

O vice-diretor da ONG, Gabriel Holzhacker, que é brasileiro e vive em Israel desde 1999, afirma que é preciso mais do que encontros de governantes para promover a paz. “Encontros no nível dos governos não são suficientes, é preciso conectar os povos, começando pelas crianças”, disse.

Os jogadores mirins do Oriente Médio irão jogar com crianças brasileiras dos times Hebraica, Círculo Macabi, Clube Atlético Monte Líbano, Esporte Clube Sírio e Esporte Clube Pinheiros. A entidade máxima do futebol brasileiro vai promover uma ação nas redes sociais com a hashtag #RodadaDaPaz.

Depois das partidas, as crianças árabes e judias irão ao Rio de Janeiro para conhecerem o Museu da CBF, além de realizarem atividades relacionadas aos Jogos Olímpicos Rio 2016. A ação, que faz parte do projeto Gol da Paz, é uma iniciativa da CBF apoiada pelo Palmeiras e pela organização Caminho de Abraão, além de instituições e clubes das comunidades árabe e judaica.