Chapecoense 1×0 Inter: saiba como foi a vitória da ChapeTerror

Foto: Reprodução/Sportv

Em um jogo movimentado, principalmente no segundo tempo, a Chapecoense venceu o Internacional pelo placar de 1×0. deu fim a um jejum de três jogos e chego a décima colocação. Já o Internacional, que não ganha desde quando Argel ainda treinava a equipe, viu Celso Roth estrear com derrota pela primeira vez no comando da equipe e segue com apenas 22 pontos na tabela, um ponto acima da zona de rebaixamento.

 

LEIA MAIS:

Maracanã está pronto para receber Brasil e finais do futebol

A Chapecoense começou melhor na partida. Tentando se aproveitar do mau momento do Inter, que não vencia há 11 jogos e estreava o técnico Celso Roth, o verdão do oeste buscou ficar mais com a bola e armar seus ataques. Do outro lado, a equipe gaúcha apostou nas jogadas de contra-ataque e de bola parada.

Em uma primeira etapa morna, na qual sobraram passes errados de ambos os lados, o time de Chapecó foi o primeiro a atacar. Aos 12 minutos Cléber Santana chutou forte da entrada da área, mas a bola subiu demais. Aos 14′, Sasha cabeceou, após cobrança de escanteio da Valdívia, e obrigou Danilo a fazer grande defesa. Após os 15 minutos, o Inter equilibrou a partida e começou a encontrar algumas escapadas para o ataque com Vitinho e Valdívia. Com 27 minutos, o próprio Vitinho finalizou a gol, mas o goleiro adversário defendeu em dois tempos, sem problemas.

A melhor chance da Chapecoense antes do intervalo aconteceu aos 35 minutos. Hyoran bateu bem uma falta da frente da área e Marcelo Lomba realizou boa defesa. Com 38 minutos, o venezuelano Seijas arriscou de longe e mandou por cima do gol de Danilo. A primeira jogada trabalhada da equipe do técnico Celso Roth, no primeiro tempo, aconteceu aos 43′. Sasha tabelou com Valdívia, mas bateu fraco, facilitando para o goleiro.

Na segunda etapa, logo aos 3 minutos o Inter chegou com relativo perigo. Valdívia cobrou falta, Ernando subiu bem na bola e cabeceou pela linha de fundo. Cinco minutos mais tarde, também de cabeça, Hyoran finalizou para longe do gol de Lomba. O lateral Dener Assunção foi o escape encontrado pela Chape para ir ao ataque, após o intervalo. Com 14 minutos, o lateral esquerdo cruzou para Kempes, mas o centroavante não conseguiu colocar direção na cabeceada. Um minuto mais tarde, Biteco finalizou fraco para defesa do goleiro do Inter. O volante do time da casa voltou a ter boa chance com 18′, mas não acertou o chute com a perna esquerda.

Sendo mais ameaçado do que atacando, Celso Roth mandou a campo Alex e Ariel, para tentar recuperar o domínio do meio campo e aumentar seu poder de fogo no ataque. Aos 32, Josimar cabeceou sem direção após falta cobrada por Cléber Santana. Com 35 minutos, novamente pelo alto, Paulão testou bem no canto e Danilo fez outra boa defesa na partida.

Nos minutos finais, a Chapecoense foi de ver para o ataque. O zagueiro Filipe Machado teve boa chance aos 37′, mas o goleiro do colorado salvou sua equipe. O gol da vitória do time de Santa Catarina aconteceu aos 45 minutos do segundo tempo. Em uma jogada bem trabalhada, Bruno Rangel cruzou para Kempes que ajeitou para Martinuccio marcar. 1×0.

 

 

Ficha técnica:

Local: Arena Condá (Chapecó)

Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)

Auxiliares: Michael Correia (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ)

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Willian Thiego, Filipe Machado e Dener Assunção; Josimar, Gil (Matheus Biteco), Cleber Santana e Tiaguinho (Martinuccio); Hyoran (Bruno Rangel) e Kempes. Técnico: Caio Júnior.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Eduardo, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Seijas (Alex), Valdivia (Gustavo Ferrareis) e Sasha Vitinho (Ariel). Técnico: Celso Roth.

Cartões amarelos: Gil (C); Fernando Bob e Vitinho (I).



Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.