Cícero comemora ‘artilharia do ano’ no Fluminense

Reprodução/Instagram

O volante Cícero conquistou uma marca importante na partida do Fluminense contra a Ponte Preta no último domingo (31). Não só fez dois gols que ajudaram na vitória do Tricolor, mas também se tornou o artilheiro máximo da equipe na temporada 2016.

LEIA MAIS

Fla-flu domina troca de técnicos no século

5 vezes em que Cícero assumiu a responsabilidade no Fluminense

5 coisas que você precisa saber sobre a negociação do Fluminense com Orejuela

Com 12 gols, Cícero ultrapassou Fred, hoje no Atlético-MG. O jogador já fez cinco gols pelo time das Laranjeiras neste Brasileirão e comemorou o fato de ser o ‘matador’ da equipe mesmo jogando em uma posição mais recuada do campo.

Os gols para mim sempre aconteceram naturalmente. Mas, quando eu me projeto dentro da área ou perto dela, eu sei que tem os fundamentos para que isso aconteça, o chute ou o cabeceio e também a presença de área. Sempre quando eu vou para a área, vou acreditando que a bola pode chegar em mim e que posso fazer o gol”, declarou o volante do Flu ao Globoesporte,com.

Além da artilharia do clube, a saída de Fred do Fluminense abriu um espaço para novas lideranças surgissem no elenco tricolor. O volante ressaltou o fato de ser uma das ‘cabeças’ do grupo, mas também afirmou que ele não é o único a liderar o elenco.

A liderança não pode partir de um jogador. É lógico que você pode contribuir de alguma forma, mas a liderança tem de ser do grupo todo porque um time se faz no coletivo, e o coletivo é mais forte que um só jogador. Em todos os times que passei, sempre fui um jogador de grupo, mas é claro que, você dentro de campo fazendo o seu, as coisas acontecem naturalmente. Às vezes, você pode ser uma referência por fazer gols e boas apresentações, mas eu acho que divido essa liderança com o grupo todo“, afirmou Cícero.

(Crédito da foto: Reprodução/Instagram)