Destaque da Chapecoense, Hyoran explica como deixou o Corinthians: “Não tinha o que fazer”

Hyoran
Foto: Divulgação/ Chapecoense

Nos últimos anos, o Corinthians tem sido um dos clubes que deixaram escapar grandes promessas da base e esses atletas vão para outra equipe brasileira se destacar. Hyoran, da Chapecoense, é mais um dos casos onde hoje ele é o camisa 10 e uma das peças fundamentais do Verdão na temporada. O meia inclusive já tem sondagem do Palmeiras, que quer contar com seu futebol em 2017.

LEIA MAIS
ROMERO PROMETE GOLS DO ATAQUE E AVISA: “A GENTE BRIGA POR TÍTULO, NÃO PELO G4”

Convidado do programa Bate Bola, da ESPN, nesta quarta-feira, Hyoran relembrou sua formação no Corinthians e sua passagem no Flamengo de Guarulhos até seu contrato ser encerrado, no ano do título Mundial do clube em 2012.

“Tive uma época muito boa no Corinthians, foram quatro anos que me deram uma base muito boa pro futebol. Passei pelo Flamengo (Guarulhos – na parceria que o Timão possui com a equipe), disputei a Série A3 pelo Flamengo até, campeonato muito difícil. Final de 2012 meu contrato acabou encerrando e eles optaram por não renovar o vínculo comigo e no ano seguinte eu vim para a Chapecoense”, explicou.

Hyoran ainda explicou que a diretoria afirmou na época que não contaria com ele, mas ressaltou que não teve nenhuma polêmica em sua saída.

“Foi uma saída amigável, eles optaram por não renovar. Eles estavam montando um elenco para jogar a Copinha e disseram que eu não seria utilizado… então acabei aceitando, não tinha o que fazer, o contrato se encerrou e a Chapecoense abriu as portas para mim desde 2013”, finalizou.

Aos 23 anos, Hyoran tem proposta do Palmeiras para o ano seguinte. O presidente da Chapecoense já confirmou o fato, mas afirmou que as equipes ainda irão conversar. O valor de sua multa rescisória é de 6 milhões de euros (R$ 21,5 milhões).



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.