Dirigente do Inter fala sobre título brasileiro: “Por que não?”

Inter
Ricardo Duarte/Inter

Nem mesmo a distância de 12 pontos para o líder e a série de 9 jogos sem vencer parecem tirar o otimismo de Pedro Affatato, supervisor de futebol do Inter. O dirigente concedeu entrevista nesta segunda-feira, 1°, para a Rádio Bandeirantes e avaliou o momento vivido pelo clube. Perguntado se ainda pensa em título brasileiro, ele foi direto: “Por que não?”.

LEIA MAIS:

Falcão viu um ponto positivo no Inter na derrota para o Corinthians

Relembre seis pontos “bobos” que o Grêmio perdeu no 1° turno

Em campo, o Inter voltou a decepcionar o seu torcedor neste domingo. Amargou mais uma derrota no Beira-Rio, dessa vez para o Corinthians, que foi superior e venceu por 1×0 com gol do volante Elias. Foi o nono jogo de jejum do colorado no campeonato, que vem de sete derrotas e dois empates. Affatato entende que o grupo tem qualidade e pode render mais.

“A gente tem acompanhado os treinamentos, os jogadores têm se aplicado, no jogo as coisas não acontecem. Estamos com jogadores com baixa confiança, temos que trabalhar para melhorar a confiança dos jogadores. Primeira coisa que temos que fazer é entender por que as coisas vêm acontecendo, tanto quando ganha, tanto quando perde. Tenho certeza que as coisas irão voltar a normalidade, e ainda teremos conquistas”, destacou o dirigente.

Domingo foi de protestos no Beira-Rio

Irritados com mais uma derrota, os torcedores colorados expressaram sua indignação na saída do estádio. Alguns mais exaltados quebraram vidros da saída de um dos vestiários e danificaram carros. Affatato se mostrou completamente contrário à postura destes torcedores

“Para mim, as atitudes de ontem não fazem parte do torcedor, aquilo é caso de polícia”, destacou. O coordenador da preparação física colorada, Élio Carravetta, foi uma das vítimas dos protestos e teve o seu carro completamente danificado.

Em crise e há um mês e meio sem saber o que é vencer, o Inter volta a campo na quinta-feira. Enfrentará o Cruzeiro, fora de casa, no estádio Independência, na penúltima rodada do primeiro turno do Brasileirão.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.