Locutor da Rádio Transamérica detona Fabiana Murer

Inter
Crédito da foto: Reproducão/YouTube

O locutor da Rádio Transamérica, José Calil, durante a apresentação do programa Papo de Craque 1ª Edição, detonou a atleta brasileira Fabiana Murer após sua eliminação. Na visão do jornalista, a saltadora sempre arranja uma desculpa para justificar seus fracassos nos jogos olímpicos.

LEIA MAIS
Comentário machista de Arnaldo Cezar Coelho gera revolta nas redes sociais: “babaca”
Errou! Fernanda Gentil pede para brasileiro mostrar medalha que ainda nem recebeu

Não deu para Fabiana Murer. A saltadora brasileira, assim como em 2008 e 2012, foi eliminada nesta terça, 16, na fase qualificatória. Nos jogos olímpicos de Pequim, Murer justificou sua eliminação por conta de sua vara que havia sumido. Já nos eventos de Londres, os ventos foram os responsáveis pelo mau resultado. Já no Rio de Janeiro, a atleta se justificou alegando um problema com hérnia de disco.

O locutor e apresentador da Rádio Transamérica, José Calil, no entanto, não poupou a brasileira. Durante a transmissão do programa “Papo de Craque 1ª edição”, o jornalista foi direto em suas críticas. “É um negócio inacreditável. Ela que ganha tudo… Eu não vou dar mais notícia dessa mulher. Não adianta colocar aqui: ‘Fabiana Murer ganhou mundial do Cazaquistão. Fabiana Murer ganhou o meeting de atletismo da Ilha de Bali. Eu não vou dar mais porcaria nenhuma de notícia dessa mulher”, disparou.

Calil ainda seguiu seu proferimento de forma irônica ao imaginar o motivo da baixa performance de Fabiana Murer nos Jogos do Rio. Até o momento do programa, a atleta ainda não havia justificado a má exibição. “Porque um dia é a vara, outro dia é o vento, agora qual vai ser a desculpa? Ela não passou nem para a segunda fase! Será que era o cadarço desamarrado? A chuquinha do cabelo?”, finalizou.

Mais tarde, em entrevista ao Sportv, Fabiana Murer explicou chorando o caso da hérnia. “Estou muito chateada, não consegui saltar, tive uma hérnia que me prejudicou bastante. Foi difícil passar por isso, foi um mês de trabalho, dedicação, tive uma equipe médica me tratando. Eu achava que poderia saltar e ir para a final, mas infelizmente a hérnia tirou a força do meu braço esquerdo e isso fez com que eu falhasse, não consegui saltar”.

Foto: Reprodução / YouTube