Lusa sai atrás, melhora na segunda etapa, mas perde para o Botafogo-SP

Divulgação/Botafogo

Precisando muito de um resultado positivo em Ribeirão Preto, a Portuguesa concluiu a 13ªrodada da Série C com derrota por 2×1 para o Botafogo.

LEIA MAIS!

ELES SÃO POP! VEJA ASTROS FAVORITOS DOS INTERNAUTAS NA OLIMPÍADAS

Primeiro time fora da zona de rebaixamento, a Portuguesa foi até a cidade de Ribeirão Preto e não saiu com um bom resultado, com um primeiro tempo muito limitado, a Lusa saiu na frente do placar e não conseguiu reagir. A derrota deixa o time da capital na oitava colocação do campeonato com 11 pontos, mesma quantidade do Macaé, nono colocado e primeiro da zona de rebaixamento.

A Lusa chegou melhor nos primeiros 10 minutos, a grande chance aconteceu com Leonardo, que cruzou fechado e quase encobriu Neneca. Aos 14’, o Botafogo-SP foi ao ataque e marcou o gol, Tiago Marques finalizou na saída do goleiro e fez a festa da torcida no Santa Cruz.

Após tomar o 1×0, a Portuguesa voltou a criar boas jogadas, mas sem incisão, o time não conseguia finalizar, foi então que aos 43’, Zotti apareceu e ampliou o marcador para o Botafogo, o resultado colocava o time da capital na zona de rebaixamento.

Veio a segunda etapa e parecia que víamos outro time da Portuguesa em campo, as alterações de Jorginho fizeram a diferença e a equipe diminuiu o marcador: Dener cobrou falta direto pro gol, a bola pingou e matou Neneca, o gol tirou a Lusa da zona de rebaixamento.

Após diminuir o placar, a Portuguesa continuou atacando e por muito pouco não conseguiu marcar. O Botafogo também teve chances no contra-ataque, mas parou nas defesas de Pegorari. O grande lance aconteceu aos 33’, quando João Henrique apareceu livre e tocou de cabeça, Daniel Borges afastou em cima da linha e salvou o time e Ribeirão Preto.

A Lusa agora volta a São Paulo, onde no sábado, 20, encara a equipe do Juventude, o duelo acontece no Canindé, ás 15h. Enquanto o Botafogo-SP joga fora de casa, no domingo, 21, enfrenta o Guaratinguetá.

Foto: Divulgação/Botafogo



Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.