Medo do zika? Andy Murray minimiza: “tem mosquito até em Miami”

Getty Images

Vários atletas se recusaram a vir ao Brasil para a disputa dos Jogos Olímpicos Rio 2016 se justificando com medo do vírus zika. No tênis, a conta é relevante, já que três jogadores situados entre os 10 melhores, no masculino e feminino, entram nessa estatística – o canadense Milos Raonic, o tcheco Tomas Berdych e a romena Simona Halep. Para Andy Murray, número 2 do mundo e atual campeão de Wimbledon, a desculpa não é pertinente.

LEIA TAMBÉM:
Rio 2016: Marcelo Melo vive ‘drama’ para encontrar voo de volta ao Brasil

Sem cutucar o trio que não vem ao Rio e nem outros atletas de demais modalidades que não vieram ao Brasil, Murray se mostrou tranquilo em relação à “ameaça” do vírus zika no Rio. O escocês até foi divertido ao ser questionado por um jornalista, nesta terça-feira, e comparou o clima na cidade com Miami, onde se acostumou a treinar.

“Falei com meu médico e ele disse que não tem problemas. Espero que eu não seja muito mordido. E mosquito tem em todo lugar. Tem em Miami também”, lembrou o britânico, que é o atual campeão de simples do torneio olímpico.

Há quatro anos, na grama sagrada de Wimbledon, palco do tênis da edição de Londres, Murray bateu o suíço Roger Federer na decisão. O ouro olímpico fez bem ao tenista, que logo em seguida conquistou o US Open, seu primeiro título de Grand Slam. Os mais importantes, porém, vieram no All England Club – o escocês venceu em casa em 2013 e exatamente em 2016.

Rio 2016

Os Jogos Olímpicos de 2016 começam no próximo dia 5 de agosto e terão cobertura completa do Torcedores.com. O evento chega pela primeira vez na história a um país da América do Sul. Nossa equipe de redatores e colaboradores vai acompanhar de perto cada detalhe das Olimpíadas, traduzindo todas as emoções em matérias especiais, lives no Facebook e Versy, reportagens e textos de serviço para auxiliar quem vai assistir aos Jogos nas arenas, ou no conforto de casa.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.