Opinião: Eliminação do Brasil não foi por causa da Argentina

Brazil Photo Press/CON

Durante o momento em que ocorria Espanha 92×73 Argentina pelo basquete masculino nesta segunda-feira (15), muitos na internet questionaram se a Argentina não estaria “entregando” o jogo apenas para eliminar o Brasil.

A verdade é que a seleção brasileira foi incompetente com derrotas em jogos “ganhos”, sem poder de decisão de seus jogadores e com um técnico muitas vezes perdido. Obviamente, não houve “entrega” de resultado, e sim uma grande vitória da Espanha, que já havia vencido a Lituânia por 50 pontos de diferença (109-59), demonstrando nova atitude da seleção.

A Argentina fez um primeiro quarto ruim e que perdeu por 10 pontos da Espanha. Entretanto, os demais quartos foram bem disputados e de resultados apertados. No 2º quarto, 23-20 para a Espanha, que voltou a vencer o 3º quarto por 23-22, apenas um ponto. No último quarto, o jogo aparentemente perdido, a Argentina teve a liberdade (totalmente compreensível) de se poupar contra os próximos adversários na fase eliminatória

Os “hermanos” ainda tiveram 85,7% de arremessos nos lances livres, 11 roubadas de bola, 18/21 lances livres e 9/28 lances de 3 pontos. Apesar dos erros, foram 64 arremessos durante todo o jogo. A Espanha venceu por estar em um momento melhor e ainda estar mais descansada, veio de uma vitória tranquila contra a Lituânia. A Argentina veio de duas intensas e disputadas prorrogações contra o Brasil em uma grande vitória por 111-108.

Ratificando, não dá para colocar na conta da Argentina a eliminação da seleção brasileira. Jogadores que não decidem e técnico que se perde em táticas questionáveis. Nos vemos em Tokyo.

PS: Varejão fez muita falta.



Vocação jornalística e esportiva desde a infância. Colaborador desde 2015 com matérias/artigos, principalmente nas coberturas do automobilismo, futebol americano e esportes eletrônicos.