Principais redes de TV do México não estão exibindo as Olimpíadas

premiação
Crédito da foto: Fernando Soutello/Rio 2016

Uma mudança nos direitos televisivos esportivos no México está dando o que falar. As tradicionais redes de TV, como Televisa (muito famosa pelas suas novelas e seriados Chaves e Chapolin, exibidos no Brasil pelo SBT) e TV Azteca, não estão transmitindo as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

LEIA MAIS:
ASTRO DA SELEÇÃO NORTE-AMERICANA DE BASQUETE CURTE FAVELA CARIOCA: “ACONCHEGANTE”

O principal motivo foi a aquisição pelo grande empresário Carlos Slim, dono do grupo América Móvil, que pagou pela exclusividade pela transmissão do principal evento esportivo mundial em toda a América Latina, exceto Brasil. O magnata mexicano, em terras tupiniquins, é dono da operadora de telecomunicações Claro e da plataforma de TV por assinatura NET.

É a primeira vez que as duas principais emissoras ficam sem o evento. Para ter uma ideia do impacto dessa mudança, é como se a Globo ficasse sem exibir a competição. Algo que aconteceu em 2012, quando a Record adquiriu o evento com exclusividade em TV aberta. Em compensação, as Olimpíadas de Londres ficaram “esquecidas” por boa parte dos brasileiros.

Por lá, quem quiser ver a competição, irá assistir nos canais públicos (Canal 11 e Canal 22), ou então pela TV paga, por meio das emissoras ESPN, FOX Sports e ClaroSports (canal de Carlos Slim). Essa última irá oferecer transmissões pela internet, pelas suas plataformas de vídeo, onde serão oferecidos 36 sinais simultâneos de forma gratuita, em qualquer dispositivo móvel.