Ricardo Gomes estreia no São Paulo contra time que causou sua demissão em 2010

Crédito da Foto: Rubens Chiri/sãopaulofc.net

Anunciado como novo técnico do São Paulo, no último sábado (13), Ricardo Gomes iniciará sua segunda passagem pelo Tricolor contra do Internacional, em Porto Alegre, no domingo (21), às 16h, pela 21ª rodada do Brasileirão. Coincidência do destino, ou não, é contra a mesma equipe que causou a sua queda na passagem em 2010.  

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA 2016: SÃO PAULO PODE COMPRAR VOLANTE DO JUVENTUS DE JARAGUÁ
VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO SÃO PAULO PARA ENFRENTAR O BOTAFOGO
EM ENTREVISTA À RÁDIO ARGENTINA, PRATTO FALA SOBRE BAUZA, SELEÇÃO E QUASE IDA AO SÃO PAULO

Após uma derrota para o Colorada na semifinal da Taça Libertadores daquele ano, Ricardo Gomes teve seu trabalho contestado e não resistiu a pressão das arquibancadas. O Inter bateu o Tricolor na oportunidade por 1 a 0 no Morumbi e 2 a 1 no jogo de volta no Beira-Rio e terminou como campeão da América. 

A queda do comando se deu ao fato do time ter perdido a final antecipada e a vaga no Mundial de Clubes. Ou seja, como a final seria contra um time mexicano (o Chivas Guadalajara, o regulamento previa que o outro time na final teria vaga automática na disputa.

Ricardo assumiu o comando do São Paulo, entre 2009 a 2010, no lugar de Muricy Ramalho, que tinha sido tricampeão brasileiro em 2006, 2007 e 2008. O Tricolor, em 2009, brigou pelo título até a última rodada, mas o caneco ficou com o Flamengo.

O treinador retorna ao clube num momento de crise. Após a queda na Libertadores, o São Paulo tem encontrado dificuldades no Brasileirão e está cada vez mais longe do grupo que disputa vaga na competição Sul-Americana do ano que vem. Hoje, o São Paulo é o 11ª colocado com 26 pontos.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.