Ricardo Gomes evita falar em título, mas avisa que o São Paulo vai buscar Libertadores

Ricardo Gomes
Crédito da foto: Reprodução/Youtube

Ricardo Gomes chegou ao São Paulo evitando fazer promessas ao torcedor, pedido tempo de trabalho e contou que ficou com pequenas sequelas do AVC (Acidente Vascular Cerebral). Em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (16), após o primeiro treino com o elenco Tricolor, Ricardo conversou com a imprensa e avisou que sua missão é recolocar o time na briga por “Libertadores”.

LEIA MAIS
SEGUNDO BIRNER, CENI QUER INTEGRAR COMISSÃO TÉCNICA DO SÃO PAULO
RICARDO GOMES NÃO TERÁ UM DOS PRINCIPAIS ATLETAS DO SÃO PAULO EM SUA ESTREIA
PELO TWITTER, CENTURIÓN CONFIRMA QUE JÁ É JOGADOR DO BOCA

O técnico deixou o Botafogo para retornar ao São Paulo com o objetivo de levar o clube a briga por títulos de Brasileirão e Libertadores, o que faltou entre 2009 e 2010.

— O desafio é constante para um treinador, independentemente, da colocação do clube. Botafogo também é grande. Quando chega num grande clube, é sempre assim. Agora quero fazer melhor do que fiz em 2009 e 2010, essa é minha meta. E esta é minha oportunidade, não poderia deixar passar”, declarou.

Ricardo garante que o AVC, que sofreu em 2011, quando era treinador do Vasco da Gama, não lhe impossibilitará de trabalhar no Tricolor.

— Tenho algumas sequelas, como vocês reparam. Recuperei parte da sensibilidade, mas tenho sempre que trabalhar e estimular para melhorar. De resto, não há nenhuma restrição, nem à pressão de vocês. Sem contra-indicação, contou.

Questionado o que precisa mudar para fazer o time engrenar, o treinador pediu calma e um mês para saber o que realmente o São Paulo irá brigar na sequência do Brasileirão.

— Quando cheguei da primeira vez, a prioridade era a Libertadores. Tinham saído para o Cruzeiro na época. O clube vive a Libertadores de forma diferente, como foi em 2010. Temos que encontrar uma forma diferente de trabalhar. As dificuldades do Brasileirão são outras, então os meios têm de ser outros para subir na tabela, mexer com moral dos jogadores. Penso nisso todo dia. Chego com um trabalho bem resolvido, mas que precisa de uma mexida gradativa. Em um mês consigo falar qual será o objetivo do São Paulo. É o dia a dia, com as informações do Gustavo, do René Weber e do Pintado, que ajudará,” explicou.

No entanto, Ricardo Gomes deixa claro que a ideia principal do clube é ter vaga garantida para a próxima edição da Taça Libertadores.

— Título e Libertadores sempre precisam ser prioridades, mas é diferente de você chegar no começo de um ano ou de um campeonato. Pego um trabalho em andamento, então a recuperação precisa ser mais curta e aproveitando o trabalho de Bauza e Jardine. O torcedor quer no mínimo a Libertadores e vamos buscar isso”, destacou.

Ricardo Gomes estreia no comando do São Paulo contra o Internacional, no domingo (21), às 16h, em Porto Alegre, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.