Torcida do Corinthians faz protesto no Parque São Jorge; Elias e diretoria são alvos

Crédito da Foto: Reprodução/Twitter da gavioesoficial

Na noite desta segunda-feira (15), as principais torcidas organizadas do Corinthians fazem protesto “pacifico” na entrada do Parque São Jorge, na zona leste de São Paulo. A queda de rendimento do time no Brasileirão aliada a falta de reforços da diretoria, mais a goleada por 3 a 0 para o Grêmio, despertou a raiva dos fanáticos pelo time. 

LEIA MAIS:
DUPLA EX-CORINTHIANS, RALF E GIL SE REENCONTRAM NA CHINA E ZAGUEIRO BRINCA
CORINTHIANS DEVE TER TRÊS MUDANÇAS PARA ENCARAR O VITÓRIA NA PRÓXIMA RODADA; VEJA
ATAQUE DO CORINTHIANS ESTÁ A MAIS DE 630 MINUTOS SEM BALANÇAR AS REDES

Através de faixas, bandeiras e sinalizadores, os torcedores alvinegros se manifestam contra a atual diretoria do Corinthians, pedem a contratação de reforços — principalmente um centroavante, avisam Elias para deixar o time junto com André e reclamam dos péssimos resultados do time no Brasileirão.

“Alô Elias, seu pipoqueiro, pode ir embora e leva o baladeiro (André)” – grita a torcida.

 

Algumas faixas espalhadas nas redondezas do Parque São Jorge tem como alvos o presidente Roberto de Andrade e o diretor-adjunto de futebol Eduardo Ferreira. Até André Negão, que está sendo investigado na Operação Lava Jato foi lembrado.

Os protestos até o momento não apresentaram nenhum tipo de vandalismo. Devido a convocação das organizadas via redes sociais, o Corinthians liberou os funcionários mais cedo para evitar possíveis encontros. Os jogadores, que treinam no CT Joaquim Grava, curtiram o dia de folga após o jogo contra o Grêmio.

Veja a repercussão do protesto nas redes sociais:



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.