Werdum vê ‘rigidez demais’ em antidoping do UFC

Crédito da foto: Reprodução/Instagram oficial de Fabricio Werdum

A nova política do UFC para combater o doping na organização vem fazendo bem o seu trabalho, ao conseguir pegar diversos lutadores, de ponta ou não, com substâncias ilegais. No entanto, para muitos, o trabalho feito em parceria com a Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) tem sido ‘rigoroso demais’  em sua trajetória. Um dos que tem essa opinião é o ex-campeão dos pesados Fabrício Werdum.

LEIA MAIS

DELATORA DO DOPING RUSSO SOFRE AMEAÇAS E TEM CASA INVADIDA NOS EUA

MCGREGOR DIZ QUE RIVAIS DOS PENAS ‘TORCEM PARA ELE NÃO VOLTAR’

O lutador vê o trabalho feito entre USADA e Ultimate como algo que tem ‘exagerado’ em algumas situações, uma delas sendo a proibição do polêmico TRT (Tratamento de Reposição de Testosterona), usado por vários atletas como Vitor Belfort, Chael Sonnen e Dan Henderson e proibido por estar ligado ao uso de esteróides.

“Sobre o doping, acho que está (rigoroso) demais. É a minha opinião. Sou veterano e não preciso ficar me escondendo. Faz tempo que queria falar sobre isso, porque penso muito nesse lance do doping. Acho que deveria voltar com o TRT para os que necessitam. Ou melhor, deveria ter direitos iguais. O doping está rigoroso com todo mundo. A reposição de hormônia, seja com a testosterona ou o GH (hormônio de crescimento humano), tendo um limite para todos, tudo bem. (O antidoping do UFC) está mais rigoroso que nas Olimpíadas, e isso é um absurdo”, declarrou Werdum segundo o Uol Esporte.

Para o lutador, o controle da USADA com as substâncias usadas pelos lutadores do UFC implica até em substâncias que não trariam danos à saúde dos atletas, especialmente após o período de corte de peso para as lutas.

“Tem substâncias que os lutadores poderiam tomar e que não era para tanto (a proibição). Tem coisas naturais que não podem tomar. O desgaste é muito grandes e poderíamos tomar alguma coisa para repor as energias para poder lutar. Não sou contra o doping total, mas tinha quer ser algo ‘no meio’, não ser tão rígido. Todos pensam igual, acho que os caras estão fazendo um pouco de escândalo, Não se pode tomar nem vitamina C, magnésio ou algo assim depois da pesagem, coisas que são apenas para repor energia. Não tenho problemas com corte de peso, mas vejo meus companheiros. Não se pode tomar o soro e isso é demais. Acho que estão viajando”, finalizou Werdum.

 

(Crédito da foto: Reprodução/Instagram oficial de Fabricio Werdum)