Zanetti diz estar feliz com a prata: “Não sabem o que eu passei para estar aqui”

Zanetti
Foto: Reprodução

O ginasta Arthur Zanetti conquistou a oitava medalha do Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro na tarde desta segunda-feira (15), após ficar com a prata na final das argolas. O brasileiro ficou atrás do grego Eleftherios Petrounias, atual campeão mundial, mas garantiu se sentir muito bem com a sua apresentação.

LEIA MAIS

Medalhista da ginástica já foi acusado de racismo; relembre

“Com certeza estou muito feliz. Muita gente falava nas ruas para trazer o ouro, mas não sabem o que eu passei pra estar aqui. Mesmo se não tivesse nenhuma medalha estaria contente. Gostei do meu trabalho, então vou ficar sorrindo o resto do ano”, afirmou Zanetti.

Medalhista de ouro em Londres, Arthur Zanetti chegou como um dos favoritos para mais uma conquista nas argolas. O atleta foi o último a se apresentar e ficou com 15,766 pontos, um pouco abaixo do grego que marcou 16,000 pontos em uma apresentação muito consistente. O terceiro lugar ficou com o russo Denis Ablyazin.

A medalha de Zanetti aumenta o número da modalidade que chegou a três na atual edição das Olimpíadas, após a apresentação histórica de Diego Hipólito e Arthur Nory que garantiram prata e bronze, respectivamente, na apresentação do solo.

O ginasta afirmou que a medalha de prata no Brasil é muito mais saborosa que a de ouro em Londres: “A prata em casa é muito mais gostosa. Estar em casa é muito melhor. Ter Olimpíada em casa é maravilhoso. Com essa torcida, melhor ainda”.