Opinião: Corte de Peso de Cris Cyborg

cyborg_forno

O corte de Peso de Cris Cyborg não é saudável, ainda que tenham opiniões em sentido contrário.

Amanhã, dia 24 de setembro de 2016, Cris Cyborg lutará mais uma vez, agora contra Lina Lansberg, para tanto a brasileira teve que se submeter, na última semana, a um processo de corte de peso cruel, no qual fora estabelecido o objetivo de que ela perdesse 11,3 kgs em apenas cinco dias.

Leia mais.

ANTES DE UFC 204, BISPING DISPARA CONTRA RIVAIS

CYBORG TERÁ QUE CONTINUAR A LUTAR NAS LUTAS CASADAS SE QUISER PERMANECER NO UFC
Tanto isso é verdade que fora divulgada foto, postada pela equipe da lutadora, na qual se verifica que Cyborg estava dentro do forno, espécie de cobertor elétrico, em forma de iglu, no qual apenas a cabeça e as mãos da pessoa ficam para o lado de fora. Internamente há um aumento significativo para que a pessoa entre em processo de eliminação de líquido pelo suor, fazendo com que diminua o seu peso.
Como lutador, sei que isso é prejudicial para o combatente. Por óbvio que com a eliminação abrupta de peso, mais a perda de líquidos, causam efeitos colaterais, os quais influenciam no rendimento do atleta. E isso se torna claro, ao vermos o estado atual de Cyborg, a atleta estava parecendo extremamente debilitada na pesagem.
Outro fato que corrobora meu pensamento, está no fato de que a aferição de pesos ocorre antes do evento das encaradas, para que o atleta tenha um maior tempo para se recuperar do desgaste proveniente do corte de peso.
No caso específico, Cyborg nem dormiu. Agora reflitam: como é o dia de trabalho de quem não dormiu na noite anterior?
Percebem?
Ainda que comum no UFC e no MMA, essa situação não deveria ocorrer.
Um atleta renderia muito mais se lutasse em seu peso, treinasse duro e mantivesse uma alimentação saudável, tudo com controle e acompanhamento médico e de nutricionista.
Como diz o ditado, nem tudo que é comum, é correto.
De qualquer forma, desejo boa sorte para Cyborg.