Com três “feitos”, Renato provou em 10 dias que conhece bem o Grêmio

Renato
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Gaúcho não precisou de mais do que 10 dias para mostrar o quanto conhece o Grêmio. Na sua terceira passagem como técnico do clube em que brilhou como jogador, os resultados não demoraram para aparecer e a confiança, que andava em falta na Arena, voltou a ser uma das principais aliadas dos atletas em campo. 

LEIA MAIS:

VÍDEO: Seijas desabafa sobre o momento do Inter: “Está uma m…”

No jargão típico do futebol, Renato “arrumou a casa” e já acumula três feitos no curto espaço de tempo em sua volta ao Grêmio. O primeiro deles foi logo na estreia. Em um confronto de tirar o fôlego contra o Atlético-PR, pela partida de volta das oitavas da Copa do Brasil, na Arena, o treinador mostrou que, no mínimo, tem estrela. Viu da casamata o goleiro Marcelo Grohe ir de vilão a herói e classificar o time nas penalidades máximas.

A seguir, o desafio voltava a ser o Brasileirão. Um dos postulantes ao título no primeiro turno, o Grêmio caiu de rendimento e chegou a ficar sete rodadas sem vencer – foi no meio desse jejum que Roger Machado pediu demissão. Renato, na sua estreia no nacional, fez o popular feijão com arroz e ajudou o Grêmio a vencer por 1×0 a Chapecoense, no último domingo, em Porto Alegre. Em 8° lugar com a vitória, o G4 já não é mais tão distante assim para o tricolor, que está a cinco pontos do Santos, 4° colocado com 45.

Após os dois primeiros passos serem dados com eficiência, veio o terceiro e certamente o mais difícil. Pela partida de ida das quartas da Copa do Brasil, o Palmeiras, líder do Brasileirão, visitou o Grêmio nesta quarta-feira. O resultado de 2×1 até manteve viva as esperanças dos paulistas em avançar à semi, já que necessitam de uma vitória magra de 1×0 no jogo da volta, mas a boa atuação gremista recolocou a esperança nos torcedores.

“Uma equipe por melhor que ela jogue, pode melhorar ainda mais. Não pode falar que chegamos ao limite. Fico com as mãos atadas por não ter tempo para trabalhar. Vi uma melhora a cada jogo. Não terei tempo até o final do ano, mas a equipe vem subindo de produção e reencontrou as vitórias. Isso dá confiança. Na minha opinião, foi a melhor atuação sob o meu comando”, disse Renato Gaúcho na coletiva após o jogo contra o Palmeiras.

Com a vantagem de qualquer empate, o Grêmio só reencontra o Palmeiras na Copa do Brasil no dia 19 de outubro, no Allianz Parque, em São Paulo. Até lá, tudo é Brasileirão para a equipe gaúcha. No sábado, às 18h30, o Grêmio de Renato Gaúcho enfrenta o desesperado Cruzeiro no Mineirão. Será mais uma oportunidade de Renato mostrar que sabe como arrumar a casa. Ou melhor, a sua casa.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.