Conheça o Diego Maradona brasileiro que joga na Inglaterra

Arquivo Pessoal

Ele é baixinho, veloz, canhoto e leva o nome de Diego Maradona. As semelhanças e homenagens ao maior ídolo da história da Argentina param por aí. O Diego Maradona em questão é brasileiro e joga no Corinthian-Casuals, clube de futebol amador da Inglaterra.

LEIA MAIS:
CORINTHIANS APARECE ENTRE OS CLUBES QUE MELHOR VENDEM ATLETAS NO MUNDO

Aos 28 anos, Diego Maradona Petriaggi é irmão de Roberto Rivellino e Michel Platini. Depois de rodar por clubes pequenos do Brasil e São Caetano, o brasileiro foi para a Europa tentar um clube para se firmar. Há três anos na Inglaterra, Diego conta que chegou ao Corinthian-Casuals depois de falar com um antigo técnico.

– Eu acertei com o Casuals após algumas conversas com o treinador James Bracken. Ele me fez o convite e logo depois do primeiro amistoso já assinei. Tive a felicidade de fazer um gol logo na estreia, foi incrível e logo a torcida começou a gritar meu nome.

Ele chegou ao clube pouco depois da visita do time inglês ao Corinthians na Arena. No amistoso, os paulistas venceram por 3 a 0 e o meia Danilo jogou alguns minutos pelo time inglês, que deu origem ao nome do Timão. Além de Danilo, Socrates e Diego Maradona são os brasileiros que jogaram pelo lendário time inglês.

– Muitos dos jogadores que viajaram ao Brasil jogaram comigo, disseram que foi a melhor experiência da vida deles, poder jogar contra jogadores que até então só viam pela tv e em um estádio lotado, com a torcida corintiana cantando. Eles foram muito bem recebidos no Brasil. É gratificante saber que sou o terceiro brasileiro a vestir a camisa do Casuals, e o primeiro a disputar um campeonato oficial pelo clube.

Desconhecido no Brasil, Diego é notícia na Inglaterra. Na edição de março deste ano, Diego apareceu na conceituada revista FourFourTwo.

– Depois da FourFourTwo houve interesse de outra emissora de tv para fazer uma matéria, mas como estava machucado, não rolou nada.

Diego sofreu uma lesão no joelho no fim do ano passado e não sabe se voltará ao clube inglês, mesmo não recebendo nada para jogar.

– Infelizmente, em dezembro machuquei o joelho após uma entrada muito forte do adversário. Depois de alguns meses, fiz uma ressonância magnética e vi que havia rompido o ligamento cruzado. Devo voltar a jogar apenas no ano que vem, mas ainda não sei se volto para o Casuals. Gosto muito do clube, porém a distância dificulta muito. Agora desejo focar na minha recuperação e depois ver o que fazer.

A distância citada por Maradona é um empecilho. Ele trabalha como vendedor na Burberry, uma marca inglesa de roupas e acessórios, e demora cerca de duas horas e meia para chegar ao treinamento, que acontece, normalmente, duas vezes por semana. Além dos jogos aos sábados. Por ser amador, o Corinthian-Casuals joga para públicos pequenos, inferior a cem pessoas e o ingresso custa £5, aproximadamente R$ 20.

Apesar de jogar no Corinthian, Diego Maradona diz que é fanático pela Seleção Brasileira e apenas vê os resultados e gols do Brasileirão.

– Sou fanático pela Seleção Brasileira. De resto, só aprecio um futebol bem jogado, não importa a equipe.