Convocado por Micale para a Seleção Sub-20, meia-atacante do Palmeiras afirma: “É a realização de um sonho”

Foto: Divulgação/Palmeiras

Felicidade é o que define o meia-atacante Artur. Revelação das categorias de base do Palmeiras, o jogador de 18 anos foi um dos 22 jogadores convocados por Rogério Micale para representar a Seleção Brasileira Sub-20 no Torneio Quadrangular de Seleções, que serve de preparação para Sul-Americano Sub-20 do Equador em 2017.

“Estou muito feliz pela chance de defender as cores do meu país. É a realização de um sonho. Agradeço a Deus pelas oportunidades que está me dando, e também aos meus pais, familiares, palmeirenses e o povo do Ceará e Piauí pelo o apoio de sempre”, descreveu Artur, que soube que seu nome estava na lista feita por Rogério Micale após o empate do Verdão por 2 a 2 com o Juventus, pelo Paulistão Sub-20: “Quando a convocação saiu eu estava jogando pelo Palmeiras, assim que a partida acabou meus companheiros me informaram”.

O meia-atacante contou que espera fazer um ótimo torneio para poder ajudar o Brasil e ganhar ainda mais a confiança de Micale. É terceira vez que ele Artur é convocado para defender a Seleção sub-20, as outras duas vezes foram para disputar amistosos.

“Me defino como um jogador técnico, determinado, veloz e com muita raça. Procuro a cada treino e jogo me dedicar 100 %, tanto no Palmeiras quanto na Seleção”, afirmou o jogador, que tem Messi como maior ídolo.

Foto: Divulgação/ CBF
Foto: Divulgação/ CBF

Artur está no Palmeiras há pouco mais de 2 anos, ele iniciou a carreira na base do Ceará e chegou ao alviverde depois de se destacar contra o clube.

“Disputamos um campeonato no Rio de Janeiro e enfrentamos o Palmeiras, nós perdemos por 2 a 1, mas consegui fazer um bom jogo e marcar um gol. Depois disso surgiu o convite de vim para o Verdão e estou aqui até hoje”, contou o meia, que nasceu em Fortaleza, no Ceará.

No inicio do Campeonato Brasileiro Artur foi um dos jogadores promovidos para o time principal do Palmeiras pelo técnico Cuca, mas recentemente voltou para o sub-20 para ajudar a equipe no Paulistão da categoria.

“Ter subido para o time principal foi uma experiência ótima. Poder treinar ao lado de jogadores experientes como Zé Roberto e Fernando Prass foi algo muito bom”, disse Artur, que também destacou a amizade com Tchê Tchê: “O cara que mais gosta de resenha é ele”.

Artur pontuou ainda o que representa o atacante Gabriel Jesus para os garotos da base do Palmeiras. “É um espelho para todos, pois sabemos que ele fez parte de nós (base do Verdão) e hoje se tornou um jogador de alto nível”, finalizou.



Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias.