Fluminense critica arbitragem após nova polêmica contra o Corinthians

Fluminense
Crédito de imagem: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC.

Em mais um jogo polêmico, Cícero marcou no último lance do jogo o gol da vitória do Fluminense sobre o Corinthians neste domingo (25) em Itaquera, pela 27º rodada do Brasileirão. O capitão Gum voltou a reclamar da arbitragem.

LEIA MAIS:
Corinthians x Fluminense: Assista ao gol de Cícero
E agora, Fluminense? Corinthians perde com gol irregular do tricolor carioca

No primeiro tempo, um lance envolvendo o atacante Marcos Júnior dentro da área do Corinthians aos 37min de jogo gerou polêmica, mas o árbitro Anderson Daronco não viu pênalti. “Tem erro para os dois lados, mas nos últimos tempos estavam favorecendo mais o Corinthians. Não é questão de ma fé, são coisas do futebol”, disparou Gum, capitão do Fluminense. O zagueiro era um dos mais revoltados após o duelo anterior entre as equipes que terminou com a eliminação do tricolor nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Já Cícero evitou reclamar da arbitragem neste domingo. “Entramos para jogar futebol, isso aí a gente deixa para vocês analisarem”, concluiu o camisa 7. Ele marcou o único gol do jogo no último lance da partida, aos 49min do segundo tempo. Os jogadores do Corinthians cercaram a arbitragem depois do apito final por considerarem que a jogada que originou o lance decisivo não foi falta.

FICHA TÉCNICA – Corinthians 0 x 1 Fluminense
Data e horário: 25/09/2016, às 16h (horário de Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Gols: Cícero, aos 49′/2ºT (0-1);
Cartões amarelos: Guilherme Arana, Giovanni Augusto e Gustavo (COR); Henrique, Gum e Pierre (FLU)
Público/renda: 19.183 presentes (18.838 pagantes) / R$ 914.004,50
CORINTHIANS – Walter; Fagner, Yago, Balbuena e Guilherme Arana; Camacho; Rodriguinho, Giovanni Augusto (Gustavo), Marquinhos Gabriel e Marlone (Lucca); Romero – Técnico: Fábio Carille.
FLUMINENSE – Júlio César; Igor Julião, Gum, Henrique e William Matheus; Pierre, Douglas (Marquinho), Cícero e Gustavo Scarpa; Wellington (Magno Alves) e Marcos Junior (Richarlison) – Técnico: Levir Culpi.