Grêmio alinha o discurso para encarar o Palmeiras: “Tem que ser malandro”

Palmeiras
Foto: Divulgação/Palmeiras

A volta de Renato Gaúcho ao Grêmio representou também o retorno da confiança ao grupo gremista. Logo na estreia do técnico, uma vitória eletrizante nos pênaltis sobre o Atlético-PR e passagem às quartas da Copa do Brasil. No domingo, fim do jejum de sete jogos no Brasileirão e triunfo tranquilo por 1×0 sobre a Chapecoense. Agora, a missão tende a ser mais dura: na próxima quarta, às 21h45, o rival será o Palmeiras, líder do nacional, mas pela Copa do Brasil.

LEIA MAIS:

Grêmio pega rivais do Inter na briga contra o Z4 nas próximas rodadas

Que fase! Inter completa um turno inteiro com apenas uma vitória

Diretor do Inter sofre ameaça em Porto Alegre: “Sem B ou morte”

Ciente do bom momento vivido pelo time paulista, que lidera o Brasileirão desde o início, o Grêmio se apega aos mínimos detalhes para tentar conquistar um bom resultado no jogo de ida. Na entrevista coletiva após a vitória sobre a Chapecoense, Renato Gaúcho havia mencionado a necessidade de ser “malandro” contra o Palmeiras. O discurso foi engrossado por Douglas e Marcelo Oliveira nesta segunda-feira.

“É o jeito do Renato se expressar, um jeito malandro é usar a experiência, um jogo como esse são detalhes que podem definir, usar a experiência, ter a malandragem para lidar com algumas situações. Tudo isso é muito importante para um jogo da importância do da quarta-feira”, disse Marcelo Oliveira, que jogou no Palmeiras em 2014.

Marcelo Oliveira e Douglas, aliás, já foram campeões da Copa do Brasil. Em 2009 ambos faziam parte do elenco do Corinthians, que venceu o Inter na final. O torneio também tem grande representatividade para o Grêmio, que é, ao lado do Cruzeiro, o maior campeão com quatro títulos: 1989, 1994, 1997 e 2001.

“É usar a malandragem, sim. Em várias situações. Enfrentamos o líder do campeonato, com confiança elevada, sistema defensivo forte, bola parada forte. Temos que saber levar, mesmo jogando em casa, fazendo o resultado. Ser efetivo durante a partida para que a gente consiga sair vitorioso no primeiro jogo”, projetou Douglas.

Com relação ao jogo de domingo contra a Chapecoense, o Grêmio terá os retornos de Kannemann e Edílson, que estavam suspensos pelo terceiro amarelo. Mesma situação do volante Maicon, que só não voltará ao time por novo problema muscular. O duelo de volta contra o Palmeiras ocorre em São Paulo, no dia 19.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.