Kannemann avalia qual placar será bom para o Grêmio contra o Palmeiras

Grêmio
Foto: Rodrigo Rodrigues/Grêmio FBPA

Campeão da Libertadores pelo San Lorenzo em 2014 e experiente em competições de mata-mata, o zagueiro argentino Walter Kannemann projeta um Grêmio maduro e consciente do que precisa para a partida contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, às 21h45. As duas equipes se encontram na Arena, em Porto Alegre, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

LEIA MAIS:

Três motivos para acreditar que o Grêmio vencerá o Palmeiras

Que fase! Inter completa um turno inteiro com apenas uma vitória

Diretor do Inter sofre ameaça em Porto Alegre: “Sem B ou morte”

Em entrevista concedida nesta terça-feira, o defensor ressaltou a importância de não levar gol atuando dentro de casa. Pregou a necessidade de sair zerado e, se possível, marcar um gol lá na frente. O simples 1×0, para Kannemann, já será um ótimo placar para o Grêmio sustentar no jogo da volta, marcado para o dia 19 de outubro, em São Paulo.

“É um jogo de 180 minutos. Se pudermos manter o arco em zero e poder fazer um gol de vantagem e manter 1×0, creio que será ótimo. Espero que possamos fazer um bom jogo amanhã e ir com um bom resultado a São Paulo”, projetou o zagueiro do Grêmio.

No último dia 11 de setembro, Grêmio e Palmeiras travaram um disputado duelo na Arena, pelo Brasileirão. Embora tenha criado mais chances de gol, a equipe gaúcha não saiu do zero e ficou no empate sem gols contra o líder do campeonato. Naquele jogo, Kannemann e Gabriel Jesus acabaram se estranhando em alguns lances. O zagueiro minimizou o reencontro.

“É futebol. Sabemos da qualidade dele. Ele tem que fazer gol e eu tratar de evitar que isso não aconteça. Tratarei de trabalhar para que ele não faça gol”, avaliou Kannemann.

Kannemann volta ao time titular depois de ter cumprido suspensão automática pelo Brasileirão. Edílson, na mesma situação, também volta. O Grêmio do técnico Renato Gaúcho está escalado para pegar o Palmeiras da seguinte forma: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Jaílson, Pedro Rocha, Douglas e Luan; Henrique Almeida.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.