Líder do Campeonato Turco, Márcio Mossoró lamenta fase do Inter: ‘Jamais poderia estar em uma situação dessas’

Mossoró
Istanbul Basaksehir/Site Oficial

Líder do Campeonato Turco com 100% de aproveitamento em quatro jogos, o Istanbul Basaksehir pode ser considerado a grande surpresa deste início de temporada. A surpresa fica por conta de quem está distante e não acompanha de perto o trabalho do clube, garante o meia brasileiro Márcio Mossoró, um dos destaques do time.

LEIA MAIS:
ABEL BRAGA TRANQUILIZA COLORADOS E DESCARTA QUEDA: “O INTER NÃO VAI CAIR”
CONFIRA OS PRÓXIMOS JOGOS DO INTERNACIONAL NO BRASILEIRÃO

– O nosso segredo é o planejamento, o clube contratou jogadores e manteve a base dos últimos três anos. Sabemos das dificuldades que seria, mas a forma como treinamos e trabalhamos nos treinos, conseguimos colocar em prática no jogo. Acreditávamos que poderíamos começar bem, disputamos as eliminatórias para a Liga Europa, quem acompanha sabe que o time ia começar forte. Nosso objetivo é ficar entre os quatro primeiros, se der para ser campeão, melhor.

Contratado em 2014, após deixar a Arábia Saudita, Mossoró vai para sua terceira temporada na Turquia, mas a chegada ao país foi uma surpresa. Agora, ele vive fase de artilheiro, aos 33 anos, com três gols em quatro partidas.

– Não tinha a intenção de vir para a Turquia, tinha outra impressão, achava que era diferente. O torneio vem evoluindo, com mais mídia, jogadores de nome e eles valorizam o campeonato. Tenho estado no lugar certo, perto da área, jogo como segundo atacante e chego mais na área, neste início tem dado certo.

Desde 1983, apenas o Bursaspor conseguiu tirar o título do trio formado por Besiktas, Fenerbahçe e Galatasaray. Fundado em 1990, o time era chamado de Instanbul BB, mas a mudança de direção e ajuda de investidores fez o clube mudar de patamar.

– Eles começaram tudo do zero com um terreno novo. O centro de treinamento é de primeiro mundo, de time grande, as pessoas são sérias e se comprometeram com o clube, dão o respaldo que precisamos.

A experiência de Emre

Dentro de campo, o Basaksehir tem a experiência de um dos maiores jogadores da história recente do país, o meia Emre Belozoglu. Aos 36 anos, ele tem no currículo um terceiro lugar na Copa do Mundo de 2002, vencida pelo Brasil, e passagens por clubes como Inter de Milão e Atlético de Madrid.

– O cara é um líder, está mais experiente, mas o futebol continua o mesmo e ele tem nos ajudado com a liderança fora de campo. Aqui ele é tratado de forma diferente por tudo que fez e passou, mas no grupo ele é igual, tem um bom relacionamento, sempre acolhe todos bem e fala outras línguas, como espanhol e inglês.

Internacional

De longe, Mossoró diz que acompanha o futebol Brasileiro e está por dentro de tudo o que acontece. Campeão da Libertadores pelo Internacional, Mossoró não consegue acreditar no momento vivido pelo Colorado.

– Não sei o que fizeram com o Inter, era um dos times mais organizados do Brasil, sempre brigava para estar lá no topo, não entendo. O Inter jamais poderia estar em uma situação dessas, mas quando não faz um planejamento, acontece isso.