#Línguabol: Torcida do Palmeiras ironiza termo de comentarista e campanha vira tendência

Botafogo
Foto: Reprodução/ESPN Brasil

O Palmeiras venceu o Coritiba na tarde deste sábado e continuou na liderança do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim criou-se uma polêmica após Cuca rebater uma critica do comentarista Mauro Cezar Pereira, que criou o termo “Cucabol” por causa das jogadas aéreas e a consequência foi os palmeirenses criarem a campanha “#Línguabol” para ironizar o jornalista.

LEIA MAIS
CUCA IRONIZA COMENTARISTA DA ESPN SOBRE ‘CUCABOL’: “ESTILO QUE NÃO AGRADA ELE, NÉ?”

Na coletiva pós-jogo, Cuca rebateu o termo criado por Mauro Cezar. “Algumas pessoas se incomodam com isso. Eu vi até falarem que tinha criado o ‘Cucabol’. Acho que as pessoas tinham que ter um pouco mais de respeito com a gente, sabe? Olhar para trás os trabalhos que a gente fez. Ele é tão profissional quanto nós. Ninguém gosta de ouvir coisas assim. De repente está puxando para o lado pessoal. Ah, como que um clássico como foi tão feio, ouvi dizer. Acho que ele não deve ter ido ao jogo. Uma proposta de jogo quase perfeita que o Palmeiras fez contra o Corinthians, na Arena, com a dificuldade de jogar na casa deles. Talvez não foi um resultado que o agradasse”, disse o treinador do Palmeiras.

Mauro Cezar inclusive rebateu o técnico: “‘A fala do Cuca foi direcionada a mim, de maneira até um pouco grosseira. As críticas ao estilo de jogo do Palmeiras são feitas por mim. A minha critica é absolutamente técnica, não é pessoal de maneira nenhuma. Não é ofensa, se ele acha que é ofensa, eu lamento.”

Nas redes sociais, os palmeirenses não gostaram da critica feita pelo jornalista e criaram o termo “Línguabol” para ironizar Mauro Cezar. Inclusive o comentarista virou meme e a campanha virou tranding topics do Twitter.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.