Manchester vence clássico feminino e é campeão da WSL

Meninas do City comemoram título
Crédito da foto: Site da FAWSL

Ontem, no Academy Stadium, as meninas do Manchester City venceram o clássico contra o Chelsea por 2 a 0 e garantiram o título da Liga Inglesa Feminina (WSL) com uma rodada de antecedência. Os gols foram marcados por Jill Scott e Toni Duggan e confirmaram uma conquista que veio de forma incontestável: 13 vitórias e dois empates em 15 partidas. Foi a 15ª vitória seguida das Citizens se juntarmos todas as competições da temporada.

FICHA TÉCNICA

Competição: WSL- Women’s Super League (Liga Inglesa Feminina)

Data: 25 de setembro de 2016

Estádio: Academy Stadium (dentro do Ethiad Stadium)

Público: 4096 pessoas (estádio com 7000 lugares)

Escalação: M. City (4-3-3): Bardsley, Bronze, Beattie, Houghton (c), Stokes, Scott, Walsh (Corboz, 90′ + 2), Christiansen, Parris (Asllani 72′), Ross, Duggan (Middag 84′)

Chelsea (4-4-2): Spencer; Blundell (Borges 57′), Flaherty, Fahey, Bright; Carney, Chapman (c), Bailey, Aluko (Inglaterra 70′); Ji (Spence 80′), Davison

Resultado: M. City 2 x 0 Chelsea (Gols: 1º tempo: Scott, aos 34 min.; 2º tempo: Duggan, aos 4 min.)

LEIA MAIS: GOLEADA HISTÓRICA DA COLÔMBIA NO MONUMENTAL DE NUÑEZ COMPLETA 23 ANOS

ANÁLISE DO JOGO

As Blues precisavam da vitória para manter vivas as suas chances de brigar pelo título, então partiram para o ataque. Aos 90 segundos de partida, a centroavante Ji So-Yun fez um cruzamento na segunda trave buscando a cabeçada de Karen Carney. A atacante do Chelsea se chocou com a zagueira adversária Demi Strokes dentro da área e pediu pênalti. A árbitra mandou o jogo seguir.

A primeira finalização da partida veio pela equipe mandante. Aos 10 minutos, a artilheira do campeonato, Jane Ross, recebeu um belo cruzamento e cabeceou para a boa defesa de Rebecca Spencer, goleira do time de Londres. No rebote, a meia-atacante Izzy Christiansen não pode fazer o gol devido ao carrinho dado pela capitã adversária, Tracy Chapman.

Aos 34, o Manchester City abriu o placar em um escanteio cobrado por Toni Duggan. A bola viajou até a cabeça da meia Jill Scott, que acertou uma cabeçada que desviou em Chapman e tirou a goleira Spencer do lance, 1 a 0 e festa da torcida Citizen. No restante da primeira etapa, o Chelsea ficou mais com a posse da bola, porém não levou perigo para a arqueira Bardsley.

Na volta do intervalo, aconteceu o lance que definiu a partida e sacramentou o título. Aos 4 minutos da segunda etapa, a zagueira do Chelsea, Gilly Flaherty derrubou Lucy Bronze dentro da área e a árbitra assinalou pênalti.Toni Duggan deslocou a goleira Spencer para fechar o placar do jogo, 2 a 0.

Depois desse lance, o Chelsea até tentou uma pressão ofensiva para fazer o seu primeiro gol, mas nada que de fato atrapalhasse a festa do time de Manchester, que conquistou seu primeiro título da liga nacional feminina com uma rodada de antecedência.

O próximo jogo das Citizens é contra o Birmingham Ladies no dia 2 de outubro pela final da Continental Tyres Cup (torneio similar a Copa da Liga Inglesa) em seus domínios, enquanto que as meninas do Chelsea, também em casa, enfrentam o Wolfsburg pela 32 avos de final da Liga dos Campeões da UEFA no dia 5.