Opinião: até quando a torcida brasileira perderá para a da Argentina?

Foto: AFA / Divulgacao

Eu sou muito fã de futebol. Não tanto como eu gostaria de ser, mas sou. Sou do tipo que é capaz de assistir a futebol 24 horas, e é quase isso que acontece. Então me encaixo na definição de fanático, certo?

LEIA MAIS:
“ASSISTIR FUTEBOL É FÁCIL, ESTUDAR FUTEBOL QUE É O DESAFIO”, AFIRMA TITE
CONFIRA OS PÚBLICOS DA 27ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Pois acredito que essas definições precisam ser MUITO atualizadas depois da partida que assisti na TV. Era Coritiba x Belgrano, valendo pela Copa Sul-Americana, realizada no Couto Pereira, em Curitiba. O jogo foi bem disputado, mas o time argentino acabou se dando melhor e venceu por 2×1, levando uma vantagem para o duelo de volta.

Mas o que mais me impressionou, e deve ter impressionado muita gente, até mesmo os câmeras da Fox Sports, canal que mostrou a partida, foi a grande festa que esse time do interior da Argentina protagonizou, e foi o que me deixou atônito e também com vontade de fazer este texto.

Eram gritos, hinos, canções, milhares de bandeiras e faixas. Tudo que a gente se convencionou a gostar de uma torcida de futebol. E os torcedores do Belgrano fizeram tudo isso, e eu fiquei altamente encantado.

Fiquei me perguntando:como que podem fazer uma coisa assim dessas? E a resposta é simples: porque eles podem. Há uma grande diferença entre as torcidas brasileiras e argentinas. As últimas me parecem muito mais participativas, chegando ao extremo, e cantam o tempo todo, mesmo quando o seu time está perdendo. Também não perdem uma partida para ironizar o adversário e se ironizar também.

Há o outro lado disso, os radicais, também conhecidos como Barra Bravas, violentos ao extremo, é verdade. Mas precisamos olhar com este lado de cá para entender que estamos ficamos para trás quando o assunto é animação de estádio. Se passamos vergonha na Copa do Mundo dois anos atrás com uma torcida asséptica,silenciosa e extremamente burra com um ou dois gritos de guerra, os argentinos fizeram um verdadeiro show, parando ruas e cantando até não poder mais.Ou até mais do que podem!

Ao lado dos ingleses ,outros fãs na arte do entretenimento simples, esses caras simplesmente arrasaram nas ruas antes e depois do jogo. E foi algo fora do comum, e infelizmente ficando fora do comum para nós, brasileiros.

Fico aqui pensando: até quando ficaremos a mercê da violência, da CBF, da policia e de todos que acham que festa é bagunça? Ou será que nós, torcedores não podemos mais nos divertir? Pode parecer sacrilégio,mas acho que está na hora de eu virar argentino…..