Opinião:5 lições que o Santos pode tirar da vitória sobre o Internacional

Santos
Crédito da foto: Reprodução Facebook oficial do Santos

O Santos jogou nesta quarta-feira pelas quartas de final da Copa do Brasil e bateu o Internacional por 2 a 1 atuando na Vila Belmiro, apesar do time ter tido alguns bons momentos na partida, foi possível detectar alguns erros da equipe, que precisa ser melhorados para o clube poder passar de fase no torneio e conseguir melhorar sua posição no Brasileirão, por isso confira agora 5 lições que o duelo de hoje com o Colorado pode trazer ao Peixe.

Leia mais:

Dorival valoriza vitória e diz: “Temos uma vantagem considerável”

Santos x Internacional: Assista aos melhores momentos do jogo

Ludogorets x PSG: Assista aos melhores momentos da partida

Veja as 5 lições que o Santos pode tirar do jogo com o Internacional:

1- Pecou nas finalizações: O Santos principalmente no primeiro tempo, chegava perto do gol mas seus atacantes finalizavam torto, sem direção nenhuma e isso não pode acontecer, principalmente em um campeonato de mata-mata, como é a Copa do Brasil.

2- Faltou velocidade e intensidade: Aquele ritmo forte e intenso que normalmente o Santos coloca jogando na Vila, não foi visto na partida e aquela velocidade no ataque também não apareceu, foi um time que tinha o domínio da partida mais era lento na troca de passes e não conseguia furar o bloqueio do Colorado.

3- Desatenção na defesa: No começo do jogo, o Santos vacilou na defesa e o Internacional com Nico López quase abriu o placar, no segundo tempo com o resultado de 2 a 0 a favor do Peixe, o time teve uma desatenção, e em uma cobrança de falta cobrada pelo Vitinho, o Internacional fez o seu gol com o meia Seijas.

4- Dorival mexeu mal na equipe: Depois que o Internacional fez seu gol, o Dorival colocou na partida os atacantes Paulinho, Joel e o meia Rafael Longuine, eles não conseguiram mudar o panorama da partida e não deviam ter entrado, são jogadores de qualidade técnica muito duvidosa.

5- Faltou força ofensiva para buscar o terceiro gol: Após o gol do Internacional marcado pelo meia Seijas, o Peixe não conseguiu levar perigo ao adversário. Faltou força ofensiva, o time santista tocava a bola, girava para um lado para o outro e nada acontecia, nenhuma chance clara foi criada. Contra uma equipe como o Colorado, que está na zona do rebaixamento no Brasileirão e veio para o jogo desta quarta-feira com time reserva, é inadmissível a pobreza ofensiva que o Alvinegro Praiano teve no final da partida.



Apaixonado pelo futebol que é a melhor invenção do homem, atualmente setorista do Santos e Futebol Feminino pelo Torcedores.com